opinião

Tenho muito orgulho em ser de Setúbal: somos o melhor povo do mundo

Unimo-nos todos para ajudar o Ivo e tenho a certeza de que a história vai repetir-se sempre que aparecer alguém assim.
A Baixa da cidade.

Não conheço a Sandra Hernâni e muito menos ela sabe quem eu sou. Desde há duas semanas que isso deixou tão pouco de interessar. Afinal, passámos a ser família, embora ainda não lhe tenha dito isso. 

A Sandra usou o grupo “Coisas de Setúbal” para dar a conhecer a todos os setubalenses e simpatizantes a história do Ivo, um rapaz que ela encontrou acompanhado pelo cão à porta de um supermercado. Resumidamente, naquele instante, o Ivo só queria uma coisa: comida para ele e para o animal.

Após trocarem algumas palavras, a Sandra ficou a saber que o jovem estava quase a ser despejado de casa com a namorada, a Esmeralda, pois não tinha dinheiro para pagá-la. Os dois estavam sem emprego e cheios de vontade de começar a trabalhar.

Ao longo de vários dias, a Sandra foi pondo todos os setubalenses a par da situação e arranjou diversas formas de ajudar este casal. Foram dezenas as pessoas que não só manifestaram o seu apoio, como partilharam com o Ivo e a Esmeralda tudo aquilo que podiam: comida, botijas de gás, ofertas de emprego e até dinheiro para a renda.

Agora, com uma mensalidade já paga, a Sandra garante que não vai deixar de apoiar os dois em tudo o que precisarem — e muitos são os setubalenses que prometem o mesmo. 

Esta história fez-me pensar no orgulho que tenho em ter nascido em Setúbal. Muitas vezes vamos atrás de fotografias chocantes, que nos fazem ter pena de alguma situação que, afinal, não é verdadeira.

Aqui, nada disso aconteceu. O rosto do Ivo não foi mostrado nas redes sociais. Quem quisesse conhecê-lo bastava aparecer às horas que Sandra avisava no tal supermercado. As pessoas confiaram, e bem, nesta história contada por uma cidadã de Setúbal apenas por palavras. Isso bastou — os setubalenses são puros, não havia como enganar.

Por outro lado, e como sempre, cada um ajudou com aquilo que pôde, não estando sentado à espera que tudo fosse feito pelo outro. Houve realmente uma união para ajudar o jovem, como sei que haverá sempre quando aparecer outro Ivo humilde em Setúbal a precisar de comida para si e para o seu cão.

É mesmo caso para dizer: tenho muito orgulho em ser de Setúbal. Somos o melhor povo do mundo.

Última nota: o número do Ivo foi divulgado no Facebook para quem quiser ajudar — 960 302 940.

tags: artigo de opinião, crónica, setúbal, setubalense

outros artigos de opinião

mais histórias de Setúbal