opinião

Opinião: “A gastronomia de Setúbal é das mais ricas do mundo”

Leia a crónica exclusiva do chef de cozinha João Carnot para a New in Setúbal.
Sardinhas assadas. Foto: CMS.

Desde criança que comecei a ganhar a paixão pela cozinha, indo ao nosso Mercado do Livramento com o meu avô que me ensinava a escolher o peixe mais fresco pelas guelras e os seus olhos brilhantes, a escolher os legumes das “caramelas” e até mesmo o pão da Lagoinha do Sr. Vítor.

Outra das minhas memórias são as viagens que fiz pelo mundo com a minha mãe, que me fez conhecer outros produtos, cores e sabores que hoje servem de inspiração nas minhas técnicas de cozinha, isto aliado à simplicidade e a frescura dos produtos que ela usava e me chamava à atenção, despertaram em mim o desejo de um dia poder apresentar estas iguarias.

Foi também por influência materna que, mais tarde, decidi ir tirar o curso de cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal. Aí comecei a pôr em prática o meu amor por esta arte e a confecionar os nossos produtos regionais que, sem dúvida, são dos melhores do mundo. Por vezes esquecemo-nos de quão rica é a nossa região, desde os ligueirões, às ostras, os salmonetes, o choco, o queijo de Azeitão e o medronho. E se a lista continuasse não teria fim.

Na minha opinião nós, “cozinheiros de Setúbal”, devíamos começar a procurar por produtos da nossa terra e utilizá-los nas nossas cozinhas profissionais, para que Setúbal esteja nos mais importantes roteiros gastronómicos do mundo, o que não será difícil porque com os “cheiros, cores e dádivas” da nossa Serra da Arrábida e do nosso Estuário do Sado não podíamos pedir mais qualidade.

Um dia ambiciono usar exclusivamente produtos regionais e dar a conhecer o melhor que a nossa terra tem, para fazer com que cada vez mais gente de apaixone por Setúbal. Mas como uma refeição de excelência, deve ser acompanhada por uma bebida de excelência, não nos podemos esquecer dos nossos vinhos que têm cada vez mais qualidade e ganham cada vez mais prémios.

João Carnot já trabalhou em vários restaurantes do País.

Sou um jovem que está sempre à procura de novos reptos e projetos desafiantes, pois como a minha avó diz, saber e aprender é o que nos faz crescer. E eu ainda tenho muito para aprender e partilhar, quiçá um dia porque não Setúbal ter um restaurante com uma estrela, entre todas as estrelas desta região.

Nesta altura, pode parecer um sonho mas é tentando e concretizando sonhos que eu como setubalense, quero homenagear esta terra e as suas gentes, que ao longo dos tempos souberam respeitar o rio, o mar, a terra e a serra, que o poeta chamou Serra Mãe. 

Com isto queria pedir a todos os setubalenses e sobretudo cozinheiros/chefs que apostem mais nos nossos produtos e ajudem a divulgá-los aos quatro cantos do mundo.

tags: chef de cozinha, crónica, gastronomia, João Carnot, Opinião, setúbal

outros artigos de opinião

mais histórias de Setúbal