na cidade

“Washington Post” destaca Setúbal como destino turístico a visitar

A publicação americana sublinhou a tradição piscatória da cidade, as águas das praias, os golfinhos e o Mercado do Livramento.
Tem mesmo de fazer um passeio de barco para ver os golfinhos. Foto: CMS.

Setúbal é cada vez mais uma referência turística e volta a ser destacada numa publicação internacional. Desta vez, foi o jornal “Washington Post” que elegeu a cidade como destino turístico alternativo à “confusão” de Lisboa.

No artigo publicado na passada quinta-feira, 22 de agosto, a publicação americana sublinhou que “no Porto de Setúbal, os turistas podem encontrar história, golfinhos e aventuras ao ar livre” e que a cidade do Sado deve ser uma opção a considerar na hora de escolher um destino em Portugal, já que fica a menos de uma hora de Lisboa (de carro ou comboio).

A jornalista Vicky Hallet recomendou ainda uma visita às ruínas do complexo romano de salga de peixe, ao famoso Mercado do Livramento, na Avenida Luísa Todi — que é considerado um dos melhores mercados de peixe do mundo — passeios de observação dos golfinhos do Sado, provas de vinhos, atividades radicais ao ar livre, como caminhadas pelos trilhos da Arrábida. Sem nunca esquecer a gastronomia local, com o peixe assado, choco frito e moscatel da região. Um dos pontos a destacar foram as águas cristalinas das praias da Arrábida e a forte tradição piscatória de Setúbal.

“Se espreitar nas águas da praia, vai parecer que pode simplesmente ver a sua mão no fundo do mar e pescar o almoço. Uma opção melhor é o Mercado do Livramento, com grandes pisos de pedra de mosaico e várias espécies marinhas empilhadas nas bancas. Também pode escolher os restaurantes ao longo da Avenida Luísa Todi, zona central, com o nome de uma grande estrela da ópera portuguesa do século XVIII”, pode ler-se no artigo. 

O Mercado do Livramento foi considerado um dos melhores mercados de peixe do mundo pelo USA Today, em 2016. Foto: CMS.

O jornal chama também a atenção para o excesso de turismo em Lisboa. Fala das colinas sinuosas e ruas cheias de trânsito, que fazem com que “mesmo os moradores mais amistosos se cansem das suas próprias ruas, transformadas gradualmente numa pista de obstáculos de scooters elétricas e tuk-tuks”. 

Por isso, se quer optar por umas férias mais descansadas em família, o melhor mesmo é seguir a sugestão do “Washington Post” e descobrir tudo o que pode fazer em Setúbal. Garantimos-lhe que não vão faltar atividades e conceitos inovadores para experimentar na cidade. 

Para começar este roteiro pela cidade que viu nascer o poeta Bocage, não pode deixar de visitar alguns dos melhores restaurantes. Neste caso, temos boas notícias. Desde o início do ano abriram cerca de 22 espaços novos. E há alternativas para todos os gostos, como vegetarianos, brunches, peixe assado, tapas e petiscos, cozinha de autor, sushi, pizzas, massas e hambúrgueres. 

Depois de uma boa refeição, nada melhor do que um passeio pelo Rio Sado, a bordo da GreenDolphin, a nova empresa de passeios de barco pelo Sado, criada em julho deste ano. Pode velejar e observar os golfinhos sobre a proa e tirar uma selfie com chápeu de marinheiro, ao som da música “The Love Boat”.  O barco tem capacidade para 16 pessoas, mais a tripulação, e seis velas. 

Se gosta de mar e for mais destemido, há uma nova empresa de aluguer de kayaks oceânicos. A Kayseablue começou a funcionar em julho e o ponto de partida dos tours é na Praia da Saúde. Os percursos não são fechados, mas alguns dos pontos de paragem durante a viagem são a Praia da Saúde, Albarquel, Figueirinha, Comenda, Gávea, Outão, Portinho da Arrábida, entre outros.

Caso esteja no grupo de turistas, que prefere ter os pés bem assentes na terra, pode fazer uma free walking tour. Para simplicar são passeios turísticos a pé, que passam por vários pontos de referência da cidade. O sistema é em regime de tip based/propina. Ou seja, no final pode deixar o seu donativo, mas não é obrigatório, tal como a inscrição. O ponto de partida é na Praça do Bocage, de terça a domingo, sempre às 10h30. 

Se precisar de mais informações ao longo da sua estadia, pode sempre ir à Casa da Baía, na Avenida Luísa Todi. Considerada pelo município sadino, como o grande “cartão de visita da cidade”, foi inaugurada em 2011 pela Câmara Municipal de Setúbal, na sequência de obras de reabilitação do edifício. Tem uma esplanada, loja de produtos regionais, posto de turismo e o Centro Interpretativo do Roaz do Estuário do Sado. 

Na loja da Casa da Baía, pode provar os melhores vinhos e doces da região. Foto: CMS.

Anualmente, a Câmara Municipal de Setúbal marca presença em grandes feiras internacionais de turismo, onde divulga os prémios conquistados pela cidade, em várias áreas. A distinção deste ano do centro de promoção turística da Casa da Baía como “Melhor Experiência Local” pelo guia Travel & Hospitality, a “Marca Estrela” da Bloom Consulting no Portugal City Brand Ranking e ainda os prémios na primeira edição do Portugal Cinco Estrelas 2018, nas categorias “Cozinha Tradicional”, com o choco frito, “Doçaria Regional”, com as tortas de Azeitão e “Vinhos”, com o Moscatel de Setúbal são alguns exemplos de galardões importantes já atribuídos.

tags: Câmara Municipal de Setúbal, destino, golfinhos, Porto de Setúbal, praias, setúbal, Turismo, Washington Post