na cidade

Tudo o que pode fazer à borla no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios em Setúbal

Celebrado a 18 de abril, entre iniciativas, visitas, uma exposição e oficinas para os miúdos, há atividades durante todo o dia.
Aproveite.

Podemos procurar e encontrar vários documentos que contam as histórias e as tradições de um local e de uma comunidade. Lá, estão registos do que faziam, como é que se vestiam, onde compravam o peixe, quando foram construídos os monumentos e os edifícios e, assim, constatar a importância do património cultural, histórico e civilizacional.

Pela importância que tem não só investigar sobre o assunto, mas também explorar os locais na primeira pessoa, celebra-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. Criado em 1982, tem como objetivo sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para a necessidade da proteção e valorização.

Como é habitual, Setúbal preparou uma programação para esse dia. As atividades começam às 10 horas, na Casa das Imagens Lauro António, com a dinamização da iniciativa “Um cartoon coletivo na revolução”, destinada aos miúdos do pré-escolar do 1.º ciclo do ensino básico.

A iniciativa, para um máximo de 25 participantes, inclui uma visita à mostra temporária “O Zé-Povinho da Revolução” e a leitura do livro “O 25 de Abril Contado às Crianças e… aos Outros”, de José Jorge Letria, com ilustrações de Abel Manta. Para saber mais informações, deve ligar para o número 969 754 116 ou enviar email para casadasimagens@nullmun-setubal.pt. O momento conta ainda com a criação de um cartoon coletivo, inspirado na imagem “Os presentes das Forças Armadas”, de Abel Manta.

Pode participar na iniciativa “Centro Histórico de Setúbal. Um museu aberto à descoberta”, com duas visitas agendadas, às 10 e às 11 horas, com ponto de encontro defronte dos Paços do Concelho, onde se pretende ter “um olhar mais alargado sobre a história local”, explica o Município de Setúbal, entidade organizadora das atividades. A temática deste ano do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, “Catástrofes e Conflitos à Luz da Carta de Veneza”, propõe “uma reflexão sobre a importância do património cultural”.

No Museu de Setúbal/Convento de Jesus, há uma visita comentada que, apesar de gratuita, requer inscrição até 17 de abril, pelos contactos 265 537 890 e/ou email museu.setubal@nullmun-setubal.pt. “A visita faz uma reflexão sobre a evolução das práticas de conservação na área do Património Cultural desde a Carta de Veneza, os impactes e a relevância para os desafios de uma emergência climática, conflitos e catástrofes naturais”, diz a autarquia.

Aproveite ainda para visitar a mostra fotográfica, “Os Lugares de Sebastião da Gama pela Lente de Américo Ribeiro”, patente até 18 de maio. A exposição está inserida nas comemorações dos centenários dos nascimentos de Joana Luísa e Sebastião da Gama.

Já que aqui está, recorde o artigo sobre o projeto da guia setubalense que mostra os cantos da cidade. Carregue na galeria para conhecer alguns. 

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA