na cidade

Setúbal é um dos destinos europeus selecionados para o Smart Tourism Destination

Na lista estão 48 destinos, de 21 países diferentes. O objetivo é tornar o turismo mais sustentável e acessível.
A Praça de Bocage, o coração da cidade.

Que a cidade do Sado é um autêntico paraíso não existem dúvidas, seja pelo Parque Natural da Arrábida, uma das paisagens naturais mais incríveis do País, seja pelas praias ou gastronomia. A prova disso é que Setúbal está entre os 48 destinos turísticos europeus selecionados para o projeto Smart Tourism Destination 2022/2023. A primeira reunião sobre esta matéria realizou-se a semana passada na sede da Comissão Europeia, em Bruxelas, onde foram representados 48 destinos, de 21 países, selecionados para este programa europeu.

O Smart Tourism Destination consiste na introdução de soluções digitais inovadoras para tornar o turismo sustentável e acessível, aproveitando o património cultural e a criatividade para melhorar a experiência turística dos utilizadores. A iniciativa é promovida pela Comissão Europeia.

O município de Setúbal, a Associação Zasnet — Reserva da Biosfera da Meseta Ibérica e o Turismo dos Açores são os três únicos representantes portugueses neste programa que procura apoiar e facilitar o acesso a produtos, serviços de turismo e hospitalidade através da inovação tecnológica.

No encontro realizado na Comissão Europeia, o diretor do Departamento de Comunicação e Turismo da Câmara Municipal de Setúbal, Sérgio Mateus, realçou que a integração da cidade neste projeto “é um salto qualitativo e de reconhecimento do trabalho efetuado pelo município na área do turismo, em parcerias estreitas com os vários agentes”.

O programa Smart Tourism Destination 2022/2023 vai promover, durante os próximos meses, um conjunto de desafios e objetivos que os participantes terão de alcançar com o objetivo de fomentar um turismo inteligente, responsável e sustentável na União Europeia. Em Setúbal o projeto será desenvolvido em parceria com agentes públicos e privados da região, nomeadamente com a Associação da Baía de Setúbal.

A melhoria na compreensão dos impactes do turismo nos destinos, nas economias e comunidades, é outra das metas desta ação. Este projeto está, marcado pelo envolvimento de um grande número de partes interessadas, incluindo formuladores de políticas, setores privados e públicos, profissionais e académicos.

O grupo de selecionados para o Smart Tourism Destination 2022/2023 é caraterizado pela heterogeneidade, com diferentes realidades e maturidades das cidades enquanto destinos turísticos, estando presentes destinos como Barcelona, Benidorm, Ibiza, Gran Canária e Fuerteventura, todos em Espanha, Bruxelas, na Bélgica, Ljubliana, na Eslovénia, Gotemburgo, na Suécia, Riga, na Letónia, Cracóvia, na Polónia, Dublin, na Irlanda, Helsínquia, na Finlândia e Capri e Génova, na Itália.

O desenvolvimento do trabalho neste programa europeu é realizado em agrupamentos, com coordenação assegurada por pessoas especializadas, nomeadas pela Comissão Europeia. A cidade do Sado integra o grupo com os destinos de Portugal e Espanha selecionados para esta edição.

No caso do grupo de Setúbal, a coordenação está a cargo da professora catedrática Estrella Diaz Sánchez, investigadora da Universidade de Castilla-La Mancha que lidera um projeto Horizon 2020 intitulado “Smart Tourism Challenges”. A sua carreira está focada no desenvolvimento de diferentes linhas de pesquisa como comportamento do consumidor, marketing turístico e novas tecnologias.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA