na cidade

Setúbal celebra o Dia do Ambiente com uma escultura feita de resíduos marinhos

A obra "Simbiose", de Nuno Paulino, apela à preservação ambiental e envolveu alunos da região em ações de sustentabilidade.
Foi inaugurada a 5 de junho.

Na passada quarta-feira, 5 de junho, celebrou-se o Dia Mundial do Ambiente. Setúbal associou-se às comemorações com a inauguração de uma obra de arte única: a escultura “Simbiose”. Feita a partir de resíduos retirados do mar, esta peça imortaliza a relação simbiótica entre cavalos-marinhos e pradarias marinhas, destacando a importância da cooperação e da preservação ambiental.

Instalada no jardim da beira-mar, foi criada pelo artista Nuno Paulino com a ajuda de alunos das escolas locais. Utilizando principalmente metais recolhidos do mar, teve como inspiração a beleza, delicadeza e resiliência da vida marinha do Estuário do Sado. Os estudantes que participaram pertencem ao programa de educação ambiental Escola Azul, sendo que a sua colaboração foi fundamental para a realização do projeto.

A cerimónia contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Setúbal, André Martins, entre outros. Integrada no projeto Mar Adentro, da Associação Baía de Setúbal e da Câmara Municipal, a escultura também faz parte da iniciativa global “Juntos por um Mundo de Praias Limpas”, que contou com o apoio do programa Mares Circulares, patrocinado pela Coca-Cola e desenvolvido em parceria com a Liga para a Proteção da Natureza (LPN).

“Nada melhor para celebrar o Dia Mundial do Ambiente do que juntar em torno de uma ação simbólica como a que hoje aqui nos reúne um grupo de gente nova que, pelo que aqui é mostrado, interiorizou já um conjunto de noções e práticas de valorização e preservação do ambiente”, sublinhou o responsável pelo executivo.

Nuno Paulino, por sua vez, agradeceu a oportunidade de expor na cidade e realçou o valor do reaproveitamento de materiais, que podem ganhar nova vida em vez de serem descartados.

Participaram vários alunos da região.

Ricardo Oliveira, presidente da Associação Baía de Setúbal, destacou que as comemorações do Dia Mundial do Ambiente mostram como os jovens podem transformar o mundo. “São agentes do futuro e do presente, transformando o mundo”. Manuel Bastos, da Coca-Cola Europacific Partners, defendeu a importância de proteger espécies marinhas como o cavalo-marinho, considerando a escultura como “uma obra fantástica”.

Além da inauguração da escultura, este dia incluiu ações de limpeza na Praia de Albarquel e no Jardim Engenheiro Luís da Fonseca. 150 alunos das escolas básicas do Alto da Guerra, da Azeda e do Viso recolheram pequenos plásticos e beatas de cigarro na praia, enquanto duas dezenas de alunos da Escola Profissional de Setúbal recolheram principalmente papel e lixo indiferenciado no jardim.

A campanha internacional “Juntos por um Mundo de Praias Limpas” aconteceu simultaneamente em 42 países, promovendo a preservação marinha e a cidadania ativa. Os resultados serão partilhados com a organização não-governamental Missão 1000 Toneladas, dedicada à proteção dos ecossistemas marinhos e ao estudo dos efeitos da poluição plástica a nível global.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA