na cidade

Rita Ferraz: “Sou uma pessoa equilibrada, mas dei por mim a limpar excessivamente”

A atriz e personal trainer respondeu ao questionário da New in Setúbal sobre este confinamento.
Rita Ferraz também faz trabalhos como modelo comercial.

Rita Ferraz é personal trainer, atriz e também faz alguns trabalhos como modelo comercial. Apesar de estar em confinamento, continua a seguir os seus treinos online para se manter em forma e pôr toda a gente a mexer. 

Depois de Rui GarciaJorge NiceMauro Lopes, Pedro Monchique e Fernando Tomé, a jovem setubalense foi a sexta personalidade a responder ao questionário da New in Setúbal sobre este confinamento.

Rita Ferraz falou sobre as séries que está a ver, das saudades que tem de passear no Portinho da Arrábida e de como não dispensa o fato de treino no seu look diário. Disse ainda que não mudou as suas rotinas alimentares e que se tornou mais obcecada pelas limpezas nesta fase da pandemia.

Com quem é que está a passar o confinamento?
Estou a passar o confinamento com o meu namorado.

Qual é a série de televisão que está a ver neste momento?
Estou a ver “The Crown”.

Recomende-nos um livro que nunca devemos ler durante a pandemia.
Não me ocorre nenhum livro que não se deva ler nas condições em que estamos agora. Acho que um livro ou é bom, ou não é, independentemente das circunstâncias. Um livro que não li e não tenho curiosidade nenhuma em ler é o “Crepúsculo”.

Aproveitou este período para ver algum filme clássico?
Sim, muitos. O último que vi foi “E Tudo o Vento Levou”, de Victor Fleming.

Qual é a peça de roupa que mais repetiu durante estes dias?
Fato de treino all day every day.

Conte-nos o motivo da sua maior discussão familiar nesta fase?
Quem vai comer o último chocolate.

Depois deste confinamento, qual é a comida que nunca mais vai querer ver à frente?
Tenho uma relação muito saudável com a minha alimentação. É muito variada e acima de tudo sei comer sem me sujeitar a extremismos. O confinamento não veio alterar nenhum hábito e não teve impacto na minha rotina alimentar, isto porque já trabalhava como freelancer. O meu dia a dia já era muito semelhante ao que estamos sujeitos agora, a única diferença é que neste momento em vez de passar 70 por cento do meu tempo em casa, passo 99 por cento.

Tem feito algum tipo de exercício físico?
Sim, o meu trabalho assim o exige e eu não saberia viver sem alguma forma de movimento. Faz-me muito feliz. Sou personal trainer e atriz, fazendo ocasionalmente trabalhos como modelo comercial. Em todos os meus trabalhos, a minha condição física é um ponto-chave e portanto não me é permitido ficar em baixo de forma.

Qual é o local da cidade de que tem mais saudades?
Tenho saudades do Portinho da Arrábida.

Conte-nos aquele momento em que o tédio o levou a fazer o impensável.
O impensável não diria, sou uma pessoa muito equilibrada em tudo. Mas dei por mim a limpar excessivamente. Sempre gostei de ter tudo muito arrumadinho e limpinho, no início da quarentena senti que não estava a ser tão produtiva quanto gostaria e dediquei-me à arte do limpar até mais não. Felizmente percebi que estava a cair no exagero e estou com mais trabalho.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA