na cidade

Portugal pode nunca chegar a ter os valores necessários para imunidade de grupo

Segundo o primeiro Inquérito Serológico Nacional Covid-19, apenas 2,9 por cento da população portuguesa tem anticorpos.
Portugal tem mais de 12 mil casos ativos da doença.

O dia 31 de julho, sexta-feira, ficou marcado pela divulgação dos resultados preliminares do primeiro Inquérito Serológico Nacional Covid-19. Como a NiT já noticiou, apenas 2,9 por cento da população em Portugal tem anticorpos para o novo coronavírus.

Ana Paula Rodrigues, coordenadora do estudo, explicou, durante a conferência de imprensa de acompanhamento à evolução da pandemia, que existem “diversos modelos matemáticos que apontam que é necessário, para atingir uma potencial imunidade de grupo, à volta de 40 a 67, 70 por cento da população imune”.

“Não sabemos se é possível alcançar estes valores”, adiantou a responsável. Questionada sobre quantos anos são necessários para que a população portuguesa se torna imune à Covid-19, a coordenadora do inquérito disse que, neste momento, é algo que não se sabe.

 “O objetivo das medidas de saúde pública é limitar a circulação do vírus. Neste momento desconhecemos o comportamento do vírus.”

tags: coronavírus, Covid-19, imunidade de grupo, pandemia

outros artigos de na cidade

mais histórias de Setúbal