na cidade

Pedro Mafama vai atuar na 22.ª edição da Festa do Moinho de Maré da Mourisca

O evento decorre de 25 a 27 de agosto e há espaço para espetáculos, concertos, desporto e muita gastronomia.
Pedro Mafama atua na noite de 27.

Quando o tema é festa, sabemos que a animação e a música são os ingredientes principais para o sucesso, mas a verdade é que o local onde acontece o evento tem, para muitas pessoas, um grande peso. Este não é um problema quando falamos da Festa do Moinho de Maré da Mourisca porque é um dos sítios mais bonitos do concelho de Setúbal.

Esta é a 22.ª edição e decorre de 25 a 27 de agosto, organizada pela Comissão de Festas do Moinho de Maré da Mourisca, com os apoios das juntas de freguesia do Sado e de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra, da Câmara Municipal de Setúbal e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), uma vez que estamos num sítio protegido e que deverá ser sempre preservado. Além dos espetáculos e até do desporto, haverá uma mostra da gastronomia do Estuário do Sado, dinamizada pelo movimento associativo das freguesias do Sado e de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra. “A qualidade dos produtos da região motiva a realização de concursos de gastronomia, doçaria e licores, que decorrem ao longo dos três dias do certame, na Herdade da Mourisca”, diz a autarquia.

A abertura das portas começa por volta das 20 horas de dia 25 de agosto e entre os artistas convidados, para começar o certame em grande, é Ana Malhoa que sobe ao palco às 22h30. A cantora, compositora, apresentadora, produtora e empresária portuguesa tem 44 anos e é filha do também cantor José Malhoa. Iniciou a sua carreira com apenas seis anos, ao lado do pai. É conhecida pela sua irreverência e pelo estilo musical pop latino e reggaeton. Conta assim com uma carreira com quase 40 anos e 14 álbuns editados.

Dia 26 é altura de dar voz ao talento musical de Setúbal, Jorge Nice. O icónico cantor, para quem não sabe, nasceu em Algés, mas é na cidade do Sado, onde mora há duas décadas, que se inspira para os temas característicos do seu repertório. “Alma Charroca”, “I Got The Filetes” ou “Vitória para Sempre”, sem esquecer “Visigodo”, são alguns exemplos do que poderá ouvir na Festa do Moinho de Maré da Mourisca.

Para culminar os três dias de concertos, o convidado para atuar na noite de 27 de agosto é Pedro Mafama, autor de “Preço Certo”, música portuguesa mais ouvida no Spotify. Tem 30 anos e nasceu em Lisboa, mas a verdade é que este single de estrondoso sucesso não foi o primeiro. A carreira do lisboeta começou em 2017, com o lançamento de “COMO ASSIM”. Tem também o álbum de estreia, “Por Este Rio Abaixo”, editado em 2021, valendo-lhe a nomeação para os Prémios Play na categoria de “Artista Revelação”. Já este ano, o primeiro single de Por Este Rio Abaixo, “Estaleiro”, recebeu o Prémio Autores 2022 de “Melhor Tema de Música Popular”. Também em 2023, Mafama editou o segundo álbum, “Estava No Abismo Mas Dei Um Passo Em Frente” — onde surge “Preço Certo”.

Os artistas setubalenses não são esquecidos e, por isso, pode contar com o concerto de O Homem Lua, projeto de Sandro Maduro, dia 25, às 21 horas, e, às 23h30, a Herdade da Mourisca acolhe um momento musical de Fátima Dias. Dia 26, as atuações vão pertencer a O Grupo de Danças e Cantares Regionais do Faralhão “Infantil”, Sina, às 19 horas, a Associação Ritmus Bounce — Academia de Dança, às 19h30, o grupo de sevilhanas da União Desportiva e Recreativa das Pontes às 20 horas e Hélder Cardoso às 23h30.

As fadistas Carla e Joana Lança atuam no dia 27, às 20 horas, antecedidas das marchas da União Desportiva e Recreativa das Pontes — que ganhou as Marchas Populares de Setúbal 2023 — e da União Cultural Recreativa e Desportiva Praiense. Após o encerramento oficial da 22.ª Festa do Moinho de Maré da Mourisca, que inclui a cerimónia de entrega de prémios dos concursos gastronómicos, há um concerto com Nicole Viviana, às 23h30.

As tradições mantêm sempre o seu lugar e por isso está previsto um torneio de malha corrida no dia 26, às 16 horas. A importância da prática de desporto é sublinhada com um passeio de BTT, a 27, às 9 horas. A missa campal será também dia 27, às 11 horas.

A Herdade da Mourisca

Localizado numa zona de sapal, salinas e montado — e rodeado por terrenos usados, noutro tempo, para o cultivo de arroz —, o moinho de maré é um exemplo de arquitetura tradicional, possivelmente do século XVII. O da Herdade da Mourisca é um dos quatro moinhos de maré conhecidos no estuário do Sado e esteve em funcionamento até aos anos 50. Atualmente, além de centro de informação e lazer, permite a realização de dois percursos pedestres: um na zona de estuário e outro numa área mais interior de montado. Aqui pode observar aves limícolas e plantas de sapal.

Para a autarquia, “o Moinho da Mourisca detém um inestimável valor patrimonial no campo da engenharia tradicional, encontrando-se atualmente preservado como centro interpretativo, assegurando o desenvolvimento de atividades compatíveis com o equilíbrio do ecossistema estuarino, a correta exploração dos recursos, a defesa de valores de ordem cultural ou científica, bem como a promoção do recreio ao ar livre”.

A Festa do Moinho de Maré da Mourisca, embora recente, é já um dos eventos mais importantes do “ponto de vista cultural, desportivo, religioso e gastronómico, em Setúbal”. Realiza-se sempre no último fim de semana de agosto e é um momento de convívio de toda a comunidade aguardado durante o ano inteiro.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA