na cidade

Festa da Ilustração de Setúbal e outras atividades grátis para este fim de semana

Exposições, conversas, cinema e fotografia já fazem parte do programa habitual para estes dias. Siga as nossas sugestões.
Uma das exposições da Festa da Ilustração.

O fim de semana finalmente chegou depois de uma longa semana de trabalho árduo. É tempo de relaxar, conhecer e explorar com quem mais gosta. Como não poderia faltar, o município organizou um conjunto de opções para aproveitar nos próximos dias.

O grande destaque vai para a oitava edição da Festa da Ilustração de Setúbal dedicada a João Paulo Cotrim, falecido no final do ano passado. Vai decorrer durante o mês de outubro com um total de 15 exposições patentes em vários locais do concelho. Arranca às 18 horas do 1 de outubro, sábado, na Casa da Cultura. 

André Letria e o francês Alain Corbel são os convidados nacional e internacional, respetivamente, com exposições de trabalhos destes dois ilustradores. André Letria vai expor na galeria da Casa da Cultura, com a sua própria curadoria, e vai ter a exposição “Dança”, na Casa Bocage, com curadoria partilhada com Inês Fonseca Santos, enquanto Alain Corbel expõe no Espaço João Paulo Cotrim, na Casa da Cultura, com curadoria de Ana Nogueira.

As homenagens a João Paulo Cotrim são feitas em vários momentos, entre os quais a exposição “Ilustração Portuguesa”, patente no espaço A Gráfica e na Biblioteca de Azeitão e o lançamento do livro “Foi Quase um Prazer”, com textos seus sobre ilustração. No espaço A Gráfica, além da exposição “Ilustração Portuguesa”, realiza-se uma feira do livro e da ilustração com a venda de ilustrações e as mais recentes publicações nacionais e estrangeiras sobre o tema.

A Casa do Largo vai divulgar o trabalho de artistas locais com a exposição “Ver ao Perto”, com curadoria da Divisão de Juventude da autarquia, a Galeria Municipal do 11 vai expor, com curadoria de Jorge Silva, toda a obra de José de Lemos, o autor da banda desenhada “Riso Amarelo” publicada no extinto “Diário Popular”.

“Cthulho sadino”, no Museu do Trabalho Michel Giacometti (curadoria de Pedro Moura), “Se não lhe fizer falta” (Ana Nogueira) e “Levar à letra” (Madalena Matoso), ambas na Casa da Avenida, “Nuvens”, de João Francisco Vilhena e João Paulo Cotrim, no Museu de Setúbal (José Teófilo Duarte), e outra do ilustrador Pedro Vieira, na livraria Culsete (Raul Reis e Rita Siborro), são as exposições que completam o programa.

A decorrer também este fim de semana está o campeonato nacional catamarans inter-séries. Uma prova náutica, com regatas ao longo dos dois dias de competição, no rio Sado, mais concretamente no Parque Urbano de Albarquel. As sessões online ou em formato presencial continuam, em diferentes locais da cidade, do Grupo Vozes d’aGentes, para melhoria do bem-estar e da qualidade de vida da população. 

Há também a exposição ”Bocage entre nós” sobre a construção da memória nos 150 anos do monumento a Bocage, no Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, sábado das 9 horas às 12h30 e ainda, das 14 horas às 17h30. E ainda, “Ensaio sobre a Cegueira”, uma exposição de fotografias de Alexandre Ermel da rodagem do filme “Ensaio Sobre a Cegueira”, de Fernando Meirelles, também no Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, exatamente no mesmo horário.

Para completar o programa, está a biblioteca digital. Livros digitais gratuitos na “Biblioteca Online”, leituras participativas em “Leitura em Voz Alta”, às 15 horas. Cantinho da Leitura com histórias para todas as idades na “Hora do Conto”, ao meio-dia, descoberta de autores portugueses e estrangeiros em “Vamos Conhecer…”, às 14 horas, e partilha de leituras em “Sugestão de Leitura”, também às 14 horas aos domingos. 

Tome nota de tudo o que pode fazer este fim de semana em Setúbal.

Sexta-feira

17 horas Noite Europeia dos Investigadores. Um conjunto de atividades dá a conhecer o trabalho realizado pelos investigadores, com o objetivo de aproximar a ciência do público e aumentar o interesse dos jovens para as carreiras científicas. Conversas temáticas com investigadores, prova de vinhos e atividades de ilustração científica são iniciativas previstas, na Praça de Bocage. 

21 horas — Bocage à solta. Passeio cultural entre a Praça de Bocage e a Escola Museu Conde Ferreira, com passagem pela Rua Mariano Cardoso, Travessa das Lobas e Avenida Luísa Todi, com poesia pelo TOMA e pela atriz Eunice Correia, a par de momento musical com o Projeto Rita. Evento das Comemorações Bocagianas 2022.

21h30 — “Satyricon“. A obra de Federico Fellini é exibida no ciclo de Cinema Saramaguiano, no âmbito das comemorações do Centenário de José Saramago, no Cinema Charlot. 

21h30 — O ilustrador português André Letria é o convidado da sessão do ciclo “Muito Cá de Casa”, na Casa da Cultura. 

22 horas — Danças tradicionais europeias. Baile com música ao vivo pelo quarteto Balsol e animação com Leónia Oliveira, no Parque do Bonfim. 

Sábado

14 horas — “Lauro António. Os primeiros Anos”. Mostra documental, fotográfica e de objetos relacionados com as memórias de infância e adolescência do cineasta português. Evento das Comemorações Bocagianas 2022, na Casa das Imagens Lauro António. 

16 horas — “Sopa dos artistas”, mostra coletiva de artes plásticas de artistas de Odemira. Patente até 6 de outubro, na Casa da Cultura.

16 horas — Exibição do filme “Casino Oceano” de Lauro António, seguido de intervenção do filho Frederico Corado e de palestra com Manuela Palma Rodrigues. Evento do ciclo Os Livros e os Filmes, na Biblioteca Municipal. 

21 horas — A programação do ciclo Música no Forte 2022 encerra com um concerto de Salomé Caldeira, na voz e piano, para partilhar ritmos da soul, r&b e pop, no Forte de Albarquel. 

21h30 — Sad Puto: Concerto do programa da Festa da Ilustração 2022, na Casa da Cultura. 

Domingo

16 horas — “Sopa dos artistas”, mostra coletiva de artes plásticas de artistas de Odemira. Patente até 6 de outubro, na Casa da Cultura.

17 horas — Estreia do documentário de ficção “Fato Macaco” filmado nos bairros dos Pescadores e Grito do Povo, no Cinema Charlot. Cocriação de Rui Paixão/Holy Clowns e Dona Edite, no âmbito de uma residência artística inserida no programa Rota Clandestina.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA