na cidade

Este casal transformou uma caravana abandonada numa acolhedora casa de férias

Tania Thompson e o marido, ambos australianos, compraram uma antiga caravana e criaram um espaço incrível, em semanas.
Conheça a história.

Entre as rendas elevadas e os efeitos da pandemia, uma das grandes tendências dos últimos tempos é a compra e remodelação de caravanas. Em alguns casos, elas podem, com dinheiro e muita imaginação, ficar autênticas casas de férias. Noutros, tornam-se mesmo uma habitação permanente — a NiT já lhe contou a aventura de um casal que se mudou para um antigo autocarro escolar.

Esta é mais uma de várias histórias recentes que expressam esta tendência, e chega do outro lado do mundo: da Austrália, mais precisamente. Foi aqui que um casal transformou uma caravana em desuso numa bela casa de praia sobre rodas que até tem um nome próprio — ‘Gracie’. No seu novo mundo, encontram agora tudo o que precisam para passar basicamente férias para o resto das suas vidas: conforto, mobilidade, quarto e casa de banho como novas, uma cozinha moderna com todos os aparelhos e até uma zona de lavandaria.

Tania Thompson, uma gerente de farmácia de 53 anos originária de Perth e o seu marido, o mecânico James, compraram um Crusader Manhattan 2011 com planos de viajar pelo país em tempo de pandemia. Segundo vários meios australianos, o casal passou apenas quatro semanas a converter o espaço em desuso numa casa de férias épica. E se acha isso impressionante, resta descobrir quanto gastaram: pouco mais de dois mil euros, já contando com a pintura, soalho, persianas e decoração. A maioria dos equipamentos vinha com a caravana e, por sorte, muitos foram reaproveitados.

O jornal britânico “Daily Mail” adianta que o casal ficou até surpreendido com o resultado final. “Amamos a nossa ‘glamavan’ Gracie, ela é agora um lar longe de casa”, disse Tania Thompson. “É quase como uma pequena casa de praia no estilo dos Hamptons [zona ribeirinha de casas luxuosas nos EUA]. Estamos super felizes”.

Quando o casal decidiu comprar uma caravana há menos de dois anos, queriam algo que se adequasse ao seu estilo de vida, especialmente quando estão “fora da rede”, como dizem. Ou seja. desligados do trabalho, do stress e do mundo.

Durante a busca, eles encontraram por sorte uma caravana que já vinha com muito do que precisavam, incluindo bastante espaço de arrumação, frigorífico, um pequeno fogão e uma máquina de lavar roupa. O estado não era o melhor e depois de algumas análise começaram as obras, que envolveram uma substituição total do chão, em fevereiro deste ano. Entre soalho, pinturas de paredes, armários e até eletrodomésticos, bem como um refresh na casa de banho, novos estores, toques finais de decoração, utensílios domésticos e roupa de cama, a sua nova casa de férias ficou pronta.

O casal  admite que poupou dinheiro comprando tudo em modo de procurar pechinchas e fazendo a grande maioria das obras pelas suas próprias mãos. “Reciclámos o piso mas pagamos a um especialista para instalá-lo. De resto, preparei e pintei tudo, mas fiz minha pesquisa sobre os melhores materiais para usar e olhei para fóruns como o Facebook com dicas e valores porque é uma ótima fonte”, adianta Tania.

Ainda assim, o tempo recorde de quatro semanas é ainda mais impressionante se se souber que as intervenções foram todas feitas ao fim de semana e no horário depois do trabalho.

Para quem procura reformar uma caravana usada, a australiana deixou algumas dicas. “É super importante encontrar um modelo com algumas coisas que precise, sobretudo ao nível de estrutura para eletrodomésticos ou até de alguns equipamentos. Vai poupar tempo e dinheiro”, frisou.

“Aconselho a quem está a pensar comprar e deixar uma caravana mais moderna e atual que simplesmente faça e corra esse risco. Vale a pena”, concluiu.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA