na cidade

Domingo é dia de apanhar beatas de cigarro em Setúbal

A ação da Campanha #STBSEMPONTAS organizada pela Feel4Planet é no dia 17 de março, no Jardim da Beira Mar.
Todos podemos ajudar. Foto: Feel4Planet.

Por cada minuto que passa, há cerca de sete mil beatas de cigarro que vão parar ao chão no nosso País. Ou seja, quanto terminar de ler este artigo, terão sido atirados para o chão o equivalente a mais de 500 maços de cigarros. São números preocupantes e que deixam qualquer pessoa revoltada, certo? Bem, este fim de semana pode ajudar a reduzir o impacto negativo do hábito que milhares de fumadores ainda têm. 

É já no próximo domingo, dia 17 de março, que a Feel4Planet organiza mais uma ação da Campanha #STBSEMPONTAS, que promove a recolha de beatas de cigarro e sensibilização para o problema do lixo urbano. A iniciativa arranca às 10 horas no Jardim da Beira Mar, um dos espaços verdes mais conhecidos de Setúbal.

A última vez que uma ação semelhante teve lugar neste local, foram apanhadas pelos voluntários mais de seis mil beatas. O objetivo da ação do próximo domingo é ultrapassar este número. Se quiser fazer parte da iniciativa e “quebrar o hábito” de muitos fumadores, só tem de enviar um mail para feel4planet@nullgmail.com ou uma mensagem para a página de Facebook da Feel4Planet a confirmar a sua presença, para que a organização possa garantir que há material para todos os participantes. 

Até agora, já participaram nas várias ações da campanha mais de 300 voluntários e foram recolhidas mais de 100 mil beatas do areal das praias e espaços urbanos da cidade. Ou seja, nas cerca de 19 horas de trabalho dos voluntários da Feel4Planet foi recolhido o equivalente a apenas 14 minutos de beatas atiradas ao chão no País, o que mostra bem a importância destas ações. 

A Feel4Planet é uma organização independente fundada por quatro jovens do distrito de Setúbal. As ações focam-se na proteção dos recursos naturais. A grande missão é reduzir o impacto ambiental causado pela produção de resíduos, através de iniciativas de sensibilização.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA