na cidade

Covid-19: Câmara de Setúbal garante refeições a alunos com apoio escolar

São abrangidos pela medida adicional os estudantes dos escalões A e B da ação social escolar.
A notícia foi avançada pela autarquia.

Apesar de o governo ter decretado a suspensão das atividades letivas, a Câmara Municipal de Setúbal vai continuar a garantir o fornecimento de refeições e o acolhimento de filhos de trabalhadores de serviços essenciais.

A autarquia explicou que “decidiu reativar a rede de escolas de acolhimento para a receção e acompanhamento de filhos ou outros dependentes a cargo de trabalhadores de serviços essenciais e cujas funções não permitam a realização de teletrabalho”.

Além disso, serão garantidas refeições a alunos beneficiários dos escalões A e B da ação social escolar, em todas as escolas sede de agrupamento e estabelecimentos de ensino secundário. Desta rede de fornecimento de refeições escolares fazem parte a EB 2,3 de Azeitão, a EB/S Lima de Freitas, a EB Luísa Todi, a EB/S Ordem de Sant’Iago, e a EB 2,3 Barbosa du Bocage e as escolas secundárias Sebastião da Gama, D. João II, Bocage e Dom Manuel Martins.

O vereador da Educação da Câmara Municipal de Setúbal, Ricardo Oliveira, avançou que o município está a preparar, nesta fase mais crítica da pandemia, “o alargamento dos pontos de recolha de refeições em mais escolas básicas existentes no concelho”.

As escolas de acolhimento estão igualmente disponíveis para receber, presencialmente, crianças e jovens em risco sinalizados pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens.

Sempre que for necessário, são também assegurados os apoios terapêuticos prestados nos estabelecimentos de educação especial, nas escolas e pelos Centros de Recursos para a Inclusão, bem como o acolhimento nas unidades integradas nos Centros de Apoio à Aprendizagem.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA