na cidade

Com o calor, regressou o caos no trânsito para as praias da Arrábida

O programa Arrábida Sem Carros só começa a 10 de junho. Este fim de semana, viveram-se as situações complicadas do costume.
Imagem partilhada num grupo de Setúbal.

O fim de semana de 5 e 6 de junho foi de calor e sol e até de feriado com ponte, para alguns portugueses. Um pouco por todo País, isso foi sinónimo de romarias até à praia, para os primeiros mergulhos do ano. Na zona da Arrábida, em Setúbal, foi também cenário para os novos episódios de filas de trânsito, estacionamento errático e situações potencialmente perigosas, limitando a circulação no caso de haver emergências.

Os relatos e as imagens que os ilustram foram sendo partilhados ao longo de todo o fim de semana nas redes sociais, sobretudo em páginas dedicadas a Setúbal. Nas partilhas, é feita a denúncia do regresso das situações caóticas às proximidades das praias. “Em pleno parque natural da Arrábida, o cenário é este. Um carro mal consegue passar na estrada de dois sentidos, e quem anda a pé tem de se espremer contra carros estacionados se não quiser ser atropelado”, lê-se na publicação de um cidadão.

A autarquia criou, nos últimos anos, um programa para terminar precisamente com estas situações, mas ele só entra em vigor no próximo dia 10, altura em que a situação poderá ficar regularizada.

Tal como a NiT já noticiou, o programa Arrábida Sem Carros vai estar este ano em vigor entre 10 de junho e 15 de setembro. As principais ações são a implementação de um serviço de transporte público, a melhoria dos acessos, a criação de parques de estacionamento de rebatimento e, claro, a limitação do uso de transporte individual.

Uma das principais medidas com vista ao reforço da segurança rodoviária e acessibilidades será a manutenção da proibição diária de circulação de automóveis, nos dois sentidos de trânsito, entre as 8 as 20 horas, nos parques de estacionamento das praias da Figueirinha e do Creiro.

Entre as 8 e as 19 horas, mantém-se interdito, também, o troço que conduz ao Portinho da Arrábida, a partir do cruzamento de acesso. A circulação rodoviária está ainda condicionada no acesso à Praia de Albarquel, entre as 8 as 20 horas.

Segundo a autarquia, a circulação nos troços com restrição de trânsito é apenas autorizada a veículos de duas rodas, transportes públicos regulares, táxis e similares, autoridades e viaturas de emergência. No caso dos residentes, comerciantes e concessionários, estes podem requerer cartões de acesso por requerimento na página do município ou pelo email praias@nullmun-setubal.pt.

O reforço dos transportes públicos e a criação de parques de estacionamento de retaguarda estão incluídos no programa, com uma forte aposta em carreiras de autocarros a partir da cidade de Setúbal e de Azeitão.

A carreira 723 Setúbal (Terminal da Várzea) — Praia da Figueirinha, que permite ligação à rede urbana e suburbana de Setúbal, bem como às carreiras rápidas de Sete Rios e Gare do Oriente e ainda da Rede Expresso e Rodoviária do Alentejo, tem uma frequência regular de 15 em 15 minutos. De 10 a 30 de junho, nos dias úteis, a frequência será de 30 em 30 minutos. Esta carreira, que abrange as avenidas de Moçambique, Dr. Rodrigues Manito e 22 de Dezembro, tem tarifa de bordo a 4,20€ (ida e volta). A primeira partida de Setúbal é às 8h30 e a última saída da praia está marcada para as 20 horas.

O serviço vaivém 722 Estacionamento da Secil — Creiro, com paragens intermédias na Figueirinha, em Galapos em Galapinhos, realiza-se a cada 15 minutos, sendo a primeira saída do parque às 8h30 e a última do Creiro às 19h30.

As tarifas de bordo (ida e volta) custam 2€ para a totalidade do percurso, mas o trajeto até à Figueirinha custa 1€. Além disso, a partir do dia 3 de julho, entram em funcionamento mais carreiras, como a 725 Setúbal (Alegro) — Praia da Figueirinha e a 727 Brejos de Azeitão — Creiro.

No caso da carreira 725, que liga o Alegro Setúbal e a Praia da Figueirinha a qual também serve algumas bolsas de estacionamento localizadas ao longo do percurso, tem uma frequência de 30 em 30 minutos. A primeira partida do centro comercial realiza-se às 9h20 e a última saída da praia às 19h50. A tarifa de bordo (ida e volta) custa 4,20€.

A carreira 726 – Setúbal (Casa da Baía) — Praia de Albarquel, em regime de vaivém, serve toda a Avenida Luísa Todi. Ao longo do percurso possui algumas bolsas de estacionamento, permitindo ainda a ligação à Rede Urbana de Setúbal. Com uma frequência de 20 em 20 minutos, a primeira partida de Setúbal é às 9 horas e a última saída da praia é às 20 horas. A tarifa de bordo (ida e volta) é de 1,40€.

Já a 727, entre Brejos de Azeitão e Creiro, é convertida em serviço de transporte flexível a pedido, ou seja, a realização só é possível por marcação prévia com uma antecedência de 24 horas, via email ou telefone, com a indicação de dia, horas e ponto de recolha pretendidos. Há duas partidas a partir de Brejoeira, às 8h30 e às 13 horas, e duas saídas do Creiro, às 14 horas e às 19h30. A tarifa de bordo (ida e volta) é de 4,75€.

A Câmara explica ainda que devido às obras de reformulação rodoviária na Praça do Brasil, concretamente a construção de uma rotunda, e da necessidade de contenção do número de pessoas no areal, não se realiza, este ano, a carreira 723-A Setúbal (Estação Ferroviária) – Praia da Figueirinha.

O Passe Navegante é, nesta edição do programa municipal, válido nas carreiras 723 Setúbal (Terminal da Várzea) — Praia da Figueirinha e 725 Setúbal (Alegro) — Praia da Figueirinha.

No que respeita a parques de estacionamento, são disponibilizadas as bolsas existentes na Secil, Figueirinha, Creiro, Portinho da Arrábida e Albarquel. O Parque de Estacionamento da Praia da Figueirinha, com lotação de 240 lugares, é tarifado de 1 de junho a 30 de setembro com um custo variável, dependendo do dia da semana e da época baixa — de 1 a 30 de junho e de 1 a 30 de setembro — ou alta — de 1 de julho a 31 de agosto.

Já no Parque do Creiro, gerido numa colaboração entre o município e a Associação da Baía de Setúbal, aplica-se a tarifa diária de 4€, valor igual ao do ano passado e estabelecido pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

O parque da Secil mantém o mesmo sistema de gestão dos anos anteriores, enquanto o parqueamento automóvel do Portinho da Arrábida tem regulação local e conforme o número de lugares disponíveis a cada momento.

A Câmara de Setúbal anunciou ainda que já concluiu a ligação pedonal entre o extremo poente do Parque Urbano de Albarquel e a Praia de Albarquel e que, este ano, será disponibilizado um sistema de trotinetes de acesso às praias.

Finalmente, em ano de pandemia, segundo os limites definidos pela Agência Portuguesa do Ambiente de ocupação máxima por zona balnear para se manter o distanciamento social, o Portinho da Arrábida/Creiro apresenta uma capacidade potencial para 800 pessoas e Galapos e Galapinhos contam com uma ocupação máxima de, respetivamente, 400 e 300 pessoas.

Para a Praia da Figueirinha está definida uma capacidade potencial de ocupação para 1500 pessoas. Já na Praia de Albarquel/Maria Esguelha é de 700.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA