na cidade

Chaminés da Central Termoelétrica de Setúbal são demolidas este domingo

A intervenção é entre o meio-dia e as 14 horas. Estão previstos vários cortes de trânsito na Freguesia do Sado.
As estruturas ficam na zona da Mitrena.

Depois de ter sido adiada várias vezes, a demolição das duas chaminés da Central Termoelétrica de Setúbal nas Praias do Sado vai decorrer este domingo, 29 de março. A autarquia explicou que “a operação vai motivar o encerramento à circulação automóvel de troços de diferentes vias, entre o meio dia e as 14 horas”.  

Durante este período, o acesso ao viaduto da Somincor na EN 10-4, entre a passagem de nível da Cachofarra e a interseção com a Rua Principal das Praias do Sado vão estar cortados. Em alternativa, os condutores devem circular pela Avenida Belo Horizonte.

A EN 10-4 encerra no troço entre o cais da Sapec e a passagem de nível da Cachofarra, tal como a passagem de nível junto ao restaurante Parreirinha do Sado, a Avenida do Rio Douro e a via de fuga da Mitrena. 

Fica também proibida a circulação na EN 10-8 sobre a linha de caminho de ferro, que serve o Parque da Sapec, entre o nó com a Estrada de Santas e a entrada para a Mitrena. Neste caso, o trânsito no sentido norte será desviado para a Estrada de Santas.

A Rua Principal das Praias do Sado também regista um corte de trânsito, a partir da interseção com a Rua Tomás Ribeiro, devendo os carros em alternativa circular pela última via. Para que os trabalhos decorram em segurança, a autarquia pede aos peões e automobilistas que respeitem as ordens das autoridades competentes e sinalização. 

A Central Termoelétrica de Setúbal foi construída no final da década de 70 e era considerada uma das mais caras e poluentes do País. Foi a última central térmica convencional e a de maior potência a queimar fuelóleo em Portugal. 

A última vez que injetou megawatts na rede elétrica nacional foi em setembro de 2012, depois de ter funcionado na zona da Mitrena durante 23 anos. A partir dessa altura a unidade deixou de produzir eletricidade e está a ser desligada totalmente por causa das questões ambientais associadas ao processo.

tags: Central Termoelétrica de Setúbal, chaminés, circulação automóvel, demolição, setúbal

outros artigos de na cidade

mais histórias de Setúbal