na cidade

Chaminés da Central Termoelétrica de Setúbal são demolidas em fevereiro

A ação está marcada para o dia 1 de fevereiro, sábado. A decisão foi comunicada pela empresa EDP.
A unidade fica na Mitrena. Foto: CMS.

A partir do próximo dia 1 de fevereiro, sábado, a paisagem da zona industrial da Península da Mitrena vai mudar. Depois do encerramento pela EDP da Central Termoelétrica de Setúbal, em 2013, as duas chaminés da unidade vão ser demolidas.

A notícia foi avançada esta segunda-feira pelo jornal “Setúbal Mais”, onde esclarece que a intervenção será feita  “com recurso a explosivos”. A Central Termoelétrica de Setúbal foi construída no final da década de 70 e era considerada das mais caras e poluentes do País.

Foi a última central térmica convencional e a de maior potência a queimar fuelóleo, em Portugal. A última vez que injetou megawatts na rede elétrica nacional foi em setembro de 2012, depois de ter funcionado na zona da Mitrena durante 23 anos.

A seguir a esse período, a unidade deixou de produzir eletricidade e está a ser desligada na sua totalidade, devido às questões ambientais associadas ao processo.

tags: Central Termoelétrica de Setúbal, chaminés, demolição, EDP, Península da Mitrena, setúbal

outros artigos de na cidade

mais histórias de Setúbal