na cidade

Casa da Baía: como um orfanato se transformou no espaço mais cool de Setúbal

É um dos melhores spots para conhecer a história da cidade. A New in Setúbal fez uma visita guiada e conta-lhe tudo.
Paragem obrigatória para quem visita Setúbal. Foto: CMS.

Quem passa pela Avenida Luísa Todi, no lado oposto ao Largo José Afonso não consegue ficar indiferente ao edifício da Casa da Baía. Imponente e de um azul forte inconfundível é considerado o principal centro de promoção turística da cidade e um dos principais cartões de visita de Setúbal. A New in Setúbal fez uma visita guiada às instalações do antigo Orfanato Municipal — que este ano celebra 100 anos — e conta-lhe (mesmo) tudo o que precisa de saber sobre a Casa da Baía.

Ao entrar encontramos a receção. Este é muito mais do que um espaço de acolhimento: é um ponto onde são dadas todas as informações úteis aos turistas, como os locais de atração turística, apoio nas reservas de hotel, marcação de tours de golfinhos, eventos culturais da cidade, sugestão de restaurantes, entre outros.

A Casa da Baía foi inaugurada em 2011.

A seguir vem a zona de prémios “turisticamente relevantes para o município” sobretudo nas áreas de praias, gastronomia e vinhos. De sublinhar a distinção no início do ano da Casa da Baía com o prémio de “Melhor Experiência Local” do distrito pelo guia internacional Travel & Hospitality e o mais recente Certificado de Excelência atribuído pela TripAdvisor, em 2019.

Há ainda uma área comercial, a loja da Baía, com uma área expositiva de artesanato local, vinhos, os já famosos Pasmadinhos do Bonfim e t-shirts alusivas ao Museu do Trabalho Michel Giacometti. O espaço seguinte a visitar é a sala de estar, que serve de antecâmara à loja de produtos regionais, que inclui uma cafetaria. Lá pode encontrar os melhores vinhos da região, o Real Gin, único gin destilado na Península de Setúbal e doçaria típica da cidade.

Uns metros mais à frente na antiga Galeria de Exposições temporárias foi criado em 2018 o Centro Interpretativo do Roaz do Estuário do Sado (CIRES), que junta várias informações técnicas sobre o habitat dos golfinhos, em parceria com o ICNF e Troia Natura. A entrada é livre (mediante marcação) e está aberta a visitas escolares.  

A Casa da Baía tem também um salão de chá, com uma decoração sóbria, música e um ambiente intimista. No espaço exterior fica a mega esplanada que é ponto de paragem obrigatória para apanhar sol enquanto bebe um copo de Moscatel Roxo acompanhado de uma torta de Azeitão, por exemplo.

A esplanada é perfeita para beber um copo de vinho da região.

Durante as obras foram descobertas no pátio algumas ruínas antigas atualmente conservadas através de um vidro. As paredes brancas e meio degradadas da esplanada ganharam uma nova vida com pinturas de temáticas marinhas do artista Smile. Durante o ano, a esplanada acolhe vários espetáculos e já teve atuações de nomes da música portuguesa nacional e local, como Luísa Sobral, Nuno Guerreiro e Deolinda de Jesus.

No piso superior existem ainda uma sala e um auditório que podem ser alugados para reuniões, eventos particulares ou empresariais. A Casa da Baía foi inaugurada em 2011 pela Câmara Municipal de Setúbal, na sequência de obras de reabilitação do edifício totalmente devoluto e sofreu alterações na decoração, da autoria do decorador setubalense João Maria.

Mas a história do espaço começou a ser escrita no século XVIII. No passado, o atual centro de promoção turístico foi um antigo recolhimento para acolher mulheres mais pobres construído em 1753 por D. António Domingues de Sousa. Acabou por resistir apenas dois anos, já que foi destruído pelo terramoto de 1755.

O antigo Orfanato Municipal celebrou este mês 100 anos.

Em maio de 1919 é instalado o Orfanato Municipal de Setúbal com capacidade máxima para 70 miúdos e adolescentes do sexo masculino, órfãos de pai e mãe. Os jovens ficavam em regime de internato até atingir a maioridade, onde aprendiam os ofícios de carpinteiro, encadernador, tipógrafo ou sapateiro. Em 1964, o orfanato é extinto e depois do ano 1975 instala-se no mesmo local a creche dos Pirilampos.

tags: Avenida Luísa Todi, Casa da Baía, centro de promoção turística, história, Orfanato Municipal de Setúbal, produtos regionais

localização, contactos e horários

morada
  • Casa da Baía [ver mapa]
    Avenida Luísa Todi, 468
    2900-456 Setúbal
site e redes sociais
horários
  • Domingo a quinta
  • Das: 09:00
  • Às: 22:00
  • Sexta, sábado e vésperas de feriados
  • Das: 09:00
  • Às: 00:00
  • CIRES
  • Das: 09:00
  • Às: 20:00