na cidade

Atenção: há novas modalidades indoor e outdoor nos clubes Fitness Hut

De treinos rápidos, aos inspirados em técnicas de artes marciais, passando pelos que se focam no equilíbrio, há muitas opções.
Há propostas para todos os gostos.

Mais de 150 mil sócios, 600 mil visitas por mês e 3300 aulas por semana. Tudo isto em 44 clubes espalhados de norte a sul do País. O Fitness Hut é uma das maiores cadeias de ginásio em Portugal e também das mais populares. Foi também uma das marcas que sofreu devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, sendo obrigada a fechar todos os clubes durante quase três meses.

Embora não tenha anunciado a abertura de novas unidades, a cadeia está a apostar intensivamente em novas modalidades de aulas de grupo. Há novas propostas indoor e outdoor, seja para divertir, aumentar a autoestima, relaxar ou queimar centenas de calorias.

Uma coisa é certa: há opções para todos os gostos. O Fitness Hut anunciou agora as suas mais recentes modalidades — seis para fazer no interior dos clubes e quatro que se realizam ao ar livre.

Para os fãs de corrida e atletismo, mas que nunca tiveram coragem de experimentar, existe a Hut Runners indoor. “São 30 minutos de aprendizagem de técnica específica de corrida combinada com treino de condição física geral”, explica a cadeia, que acrescenta que a aula se destina a todos os níveis.

“Como sabemos que para algumas pessoas o sentimento de segurança ainda é posto em causa, aumentámos a nossa oferta para fora de portas, com tudo o que isso traz de melhor: espaço, sol, e contacto com o meio ambiente. Temos quatro aulas a acontecer outdoor e que trazem muitas novidades também, desta forma levamos a nossa missão de continuar a incentivar mais pessoas a serem ativas e a terem hábitos de vida mais saudável”, diz Amâncio Santos, Diretor de Operações do Fitness Hut em Portugal.

Uma delas é inspirada em técnicas de artes marciais. Sim, é o que está a pensar: murros e pontapés dos desportos de combate. “Não queremos fazer de si um atleta de combate, mas sim um guerreiro no combate à preguiça”, garante a marca de ginásios. 

As novas medidas de segurança implementadas nos clubes

A decisão chegava a 29 de maio: o Conselho de Ministros reuniu-se e anunciou que os ginásios poderiam reabrir a partir de 1 de junho, de acordo com a normas definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para o setor. Dois dias depois, o Fitness Hut já tinha uma aguardada publicação nas redes sociais.

“Temos tudo preparado para o receber nos nossos clubes, que foram adaptados para cumprir escrupulosamente todas as medidas de segurança”, escreveu a 31 de maio na página oficial de Facebook. A reabertura começou a 3 de junho e foi feita por fases — abriram primeiro seis clubes, depois mais 13 e assim continuou até estarem a funcionar os 44 clubes. 

Em termos da gestão da ocupação dos clubes, estão a controlar não só as entradas como as saídas do clube, com um acesso máximo ao clube entre os 50 a 70 por cento da ocupação normal de funcionamento. O conjunto de medidas implementadas inclui também a utilização de tapetes higienizadores à entrada, marcas no chão, reforço na rotina de limpeza e desinfeção das máquinas.

“Com o intuito de transmitir segurança aos nossos sócios, recomendamos uma distância de dois metros à entrada, saída e zonas de sociais do clube e durante o exercício de três metros por forma a reduzir significativamente o risco de contaminação”, explica a cadeia. Pode consultar todas as medidas online.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA