na cidade

As Festas de Nossa Senhora do Rosário de Tróia estão de volta

As celebrações decorrem de 4 a 9 de agosto, num formato adaptado às restrições da pandemia.
O círio fluvial é um dos destaques do programa.

As Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia, padroeira dos pescadores de Setúbal, vão decorrer entre os dias 4 a 9 de agosto. Tal como aconteceu em 2020, por causa das restrições da pandemia, os festejos que ligam as duas margens do Sado vão ter um formato diferente do tradicional com várias regras a cumprir, como o distanciamento físico, o uso de máscara e a higienização das mãos.

Um círio fluvial, afastado da frente ribeirinha da cidade, e duas procissões automóveis pelas ruas de Setúbal são algumas das iniciativas do programa 2021, que, ao contrário de edições anteriores, não contará com o habitual acampamento na Caldeira de Tróia.

Para garantir a segurança dos participantes, a permanência de embarcações na Caldeira não é permitida e apenas se vão realizar as cerimónias religiosas, com número limitado de participantes.

O tríduo em honra da santa padroeira, nos dias 4, 5 e 6, acontece às 21 horas, na Igreja de São Sebastião. No dia 7 de agosto, sábado, às 15 horas, nas instalações da Lota, há uma missa por alma dos marítimos falecidos e, às 16 horas, um círio fluvial transporta a imagem de Nossa Senhora do Rosário de Tróia entre a Caldeira, na Península de Tróia e Setúbal.

Uma hora depois, às 17 horas, a imagem da padroeira dos pescadores é transportada de carro, numa procissão que percorre várias ruas do Faralhão. A 8 de agosto, domingo, está prevista uma nova missa em homenagem aos pescadores desaparecidos, a partir das 10h30, no espaço de venda número 2 da Lota.

No dia 9 de agosto, segunda-feira, há uma missa, às 10 horas, na Igreja de S. Sebastião. O círio fluvial de regresso a Setúbal da imagem de Nossa Senhora do Rosário de Tróia parte da Caldeira às 15 horas e passa apenas pelo centro do rio, para aglomeração de milhares de pessoas que habitualmente se concentravam naquela zona. 

A partir das 17h30, a caravana automóvel que transporta a imagem de Nossa Senhora do Rosário de Tróia percorre novamente as ruas do concelho. As festividades, organizadas com o apoio da Junta de Freguesia de São Sebastião e da União das Freguesias de Setúbal, decorrem anualmente há cerca de 100 anos.

A adoração a Nossa Senhora do Rosário de Tróia tem origem numa lenda em que um grupo de pescadores, durante uma tempestade, conseguiram ficar a salvo ao encontrar abrigo na Caldeira de Tróia. Aí, descobriram uma imagem de madeira nas margens, alegadamente vinda de uma embarcação estrangeira, o que os fez acreditar que foram salvos por ela.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA