na cidade

A 23.ª edição do festival Express’Art começa este mês

O evento pretende incentivar a comunidade a refletir sobre a inclusão de 19 de novembro a 3 de dezembro.
Marque na agenda.

O Festival Express’Art, que tem a inclusão como ponto de partida, acontece em Setúbal de 19 de novembro a 3 de dezembro. O encontro de expressões artísticas deste ano realiza-se em vários espaços da cidade do Sado e tem como mote “De dentro para fora e de fora para dentro”. O objetivo é levar a debate público a questão do capacitismo, desafiando a comunidade a envolver-se no seu combate. O evento é organizado pela APPACDM de Setúbal e conta com diversas parcerias, incluindo da Câmara Municipal.

O festival começa às 16 horas, no Largo José Afonso, com Inclu’Som, o quinto encontro anual de grupos de percussão, onde os Bombo’Sapiens, da APPACDM de Setúbal, estarão acompanhados de grupos nacionais e dos convidados especiais Compagnia Elefanti (Itália), Sargantana Circ Inclusiu (Espanha) e Ginga Inclusiva (UDI e AMA Capoeira).

De seguida, às 17h30, no auditório da Casa da Baía decorre o debate “Direito ao Ponto”, que tem como objetivo refletir sobre as barreiras encontradas pelas pessoas com deficiência no mundo do espetáculo, quer se trate de público, quer sejam profissionais. Conta com a participação, entre outros, do vereador Pedro Pina, do ator Tony Weaver, do encenador Marco Paiva e da blogger Sofia Martins (JustGo by Sofia).

Além de eventos para a comunidade institucional, a programação conta com sessões públicas de cinema, música, teatro, dança e literatura. Está ainda prevista uma mostra de curtas-metragens, o lançamento de um livro da editora Arrábita, da APPACDM de Setúbal — “Castro do Cerro”, de Fernanda Esteves —, e o espetáculo “Cegos”, do novo grupo de teatro e dança da Crinabel.

O espetáculo “Cegos” é apresentado às 17h30 de dia 20 de novembro, domingo, na Sala José Afonso da Casa da Cultura. Já as curtas-metragens “Mais Livre”, de Beatriz Valente Nunes, “Amoreiras”, de Pedro Augusto Almeida, e “Madalena”, de Vítor Branco, são exibidas no ciclo “Cinema para Mim, Cinema para Ti”, a partir das 11 horas de dia 26 de novembro, sábado, no Cinema Charlot — Auditório Municipal.

“Castro do Cerro”, o sexto romance de Fernanda Esteves, é, por sua vez, lançado às 17h30 de domingo, 27 de novembro, na Biblioteca Municipal, com a participação do Teatro de Animação de Setúbal. O festival encerra com um espetáculo do Grupo de Teatro Puzzle, do clube de Animação Jovem da APPACDM de Setúbal, na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, onde é possível “degustar” arte e gastronomia de uma só vez.

O trabalho dos Centros de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) está patente no programa em cinco mostras a realizar em Setúbal. São elas a Casa de Olaria (24 de novembro, quinta-feira, às 11 horas, no CACI Troia), a Casa de Teatro Oral (28, segunda-feira, às 11 horas, no CACI Sado), a Casa de Dança (28, segunda-feira, às 14 horas, no CACI Mourisca), a Casa do Teatro Físico (29, terça-feira, às 14 horas, no CACI São Filipe) e a Casa da Música (30, quarta-feira, às 14 horas, no CACI Portinho).

Nas atividades fora do concelho de Setúbal, o Cineteatro São João, em Palmela, é palco da apresentação da Mostra da Casa, pelos vários CACI da APPACDM de Setúbal, a partir das 11 horas de dia 2 de dezembro, sexta-feira, que resulta de um processo participado com formador, utentes e funcionários dos CACI. O programa inclui ainda uma série de eventos internos, exclusivos para a comunidade da APPACDM, como visitas a escolas, uma residência artística sobre percussão e circo inclusivo, de 14 a 18 de novembro, e um atelier sobre música eletrónica, a 21 de novembro.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA