na cidade

A incrível união dos setubalenses para salvar uma raposa ferida na Arrábida

O animal não consegue caçar e está em risco de vida. Agora, foi criado um movimento para lhe encontrar um lar.
A raposa é apenas um dos animais do Parque.

O Parque Natural da Arrábida é conhecido pela sua colorida vida selvagem, com escaravalhos, aves da rapina e animais em vias de extinção como o gorgulho-esmeralda-rosado e o caracol Candidula setubalensis que só existem nesta serra. No entanto, as atenções estão agora viradas para uma raposa que se encontra em risco de vida. 

O animal está ferido na pata esquerda dianteira, onde tem uma fractura já cicatrizada. Em conversa com “O Setubalense”, Vítor Guerreiro — autor da publicação do Facebook que contou esta história — explica que a raposa está ferida “há mais de um ano”. O principal objetivo de Vítor é encontrar uma organização que capture este animal “muito dócil” para o adotar.

O post de Vítor deu origem a um verdadeiro movimento que juntou centenas de setubalenses, mas também pessoas do resto do País e até do estrangeiro, para encontrar uma solução permanente para a raposa. A situação já foi reportada ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (de Lisboa e Vale do Tejo), mas a entidade informou que o animal não pode ser tratado porque a fractura já se encontra calcificada. 

Porém, como a raposa não consegue caçar, tem sido alimentada por alguns setubalenses que lhe deixam comida regularmente na Serra da Arrábida. Foi ainda criada uma petição online que já conta com 1465 assinaturas e que salienta que esta pequena raposa está “impossibilitada de ser auto-suficiente”.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA