na cidade

34 Guest House tem uma suite desenhada, literalmente, a pensar no seu cão

Localizada em Setúbal, esta guest house tem quartos temáticos dedicados aos principais distritos do País — ilhas incluídas.
Remix The Dog é o modelo da suite Matilha.

A política da casa é simples: “Nós somos friendly com tudo”, adianta Carla Tavares, uma das proprietárias da 34 Guest House, o hotel que gere em conjunto com a irmã Sara. Isto significa que, como aliás se presume pela decoração da suite Matilha, são pet friendly. Mas esse não é o único quarto onde os animais podem pernoitar. “Nós aceitamos noutros quartos também, quando a Matilha não está disponível”, esclarece Carla.

Os restantes quartos desta guest house, que prima por designs refinados, têm uma configuração igualmente sofisticada. Em cada suite está representado um distrito de Portugal continental: Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Coimbra, Lisboa e Évora são as zonas representadas — e ainda há uma para cada Região Autónoma, designadamente Madeira e Açores. “Nós temos um país fantástico, e queríamos que aqui dentro conseguissem sentir um pouco de Portugal”, explica a proprietária à PiT.

Já o nome da principal suite pet friendly tem outra explicação: “Chama-se ‘Matilha’ porque existe um projeto com esse nome de um artista português, o Ricardo Romero, que tinha por hábito acolher animais e depois contar a história deles e pintá-los”. Foi Ricardo quem pintou o Schnauzer Miniatura com óculos que preenche a parede, por cima das camas do quarto.

“Nós aqui pintámos um puto — eu chamo putos aos cães —, que é o Remix The Dog, um cão muito humanizado. Ele é americano, tem uma página e é muito querido”, conta Carla. “Quisemos dar um input artístico à questão do pet friendly”, acrescenta.

As suites não estão especialmente equipadas para receber os pets, contemplam apenas os mínimos essenciais. E há uma razão para tal: “Os animais normalmente gostam de ter as suas próprias coisas, por isso pomos um recipiente para eles beberem água, mas não damos comida porque cada animal tem a sua própria alimentação”. Há, porém, um espaço próprio a servir de cama para os patudos. Ainda assim, “normalmente as pessoas trazem a sua própria caminha”. “Sua”, do cão, entenda-se. 

De resto, a guest house é totalmente pet friendly, sem quaisquer restrições além das necessárias. “Eles, por lei, só não podem passar onde está comida — a não ser que seja na rua”. Podem andar à vontade pelo hotel desde que se portem bem. No fundo, como acontece com os donos. “Temos tido boas experiências, eles portam-se bem, são fofinhos”. Disso ninguém duvide. 

Já em relação a taxas, a estadia de cada animal tem o custo de 15€ por noite, uma “taxa extra que eu normalmente me esqueço…”, confidencia Carla alegre e despreocupadamente. E em boa verdade, a companhia deles não tem preço.

Carregue na galeria e espreite todas as suites desta guest house em Setúbal.

 

 

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA