Viaje até ao Médio Oriente com esta receita super fit e instagramável

A sugestão da nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida leva um ingrediente de alto valor nutricional.
Vai adorar.

É cada vez mais comum a partilha de receitas de diferentes países. Por exemplo, se escolhermos os ingredientes certos da prateleira do supermercado, conseguimos fazer receitas que, há uma década, não eram conhecidas em Portugal. Algumas são surpreendentes e deixam-nos curiosos até com o nome. É o caso desta sugestão de tabbouleh de bulgur da nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida.

Para quem desconhece, este é um prato típico do Médio Oriente. A culinária desta região é uma mistura de diferentes estilos. Há inspiração mediterrânea, do Magreb e, claro, da cozinha árabe. Os cereais são a base da alimentação, principalmente o trigo, em diferentes formas, desde farinha ao conhecido pão pita.

O tabbouleh é um prato libanês e costuma ser servido como aperitivo. É feito principalmente com bulgur e salsa, além do tomate, pepino, cebola, hortelã, azeite, sumo de limão e pimenta. O bulgur é um cereal integral, muito rico a nível nutricional. É feito a partir de qualquer variedade de trigo completo, embora o grão de trigo duro seja o mais comum. Este cereal, utilizado na cozinha do Médio Oriente, indiana e mediterrânea, tem cerca de 370 calorias por cada 100 gramas. Os nutrientes que mais se destacam são a fibra e a proteína.

Tem valor reduzido de gordura e é rico em minerais, como o ferro, magnésio e fósforo. Por tudo isto, este cereal é um bom alimento para quem tem a pressão arterial alta. É ainda benéfico para pessoas com diabetes, ótimo para o sistema digestivo e é um anti-inflamatório natural. A receita apresentada é ideal para levar numa marmita para o trabalho, por exemplo, ou para um almoço rápido, delicioso e saudável. Serve duas a três pessoas, mas pode adaptar as quantidades conforme a necessidade.

Do que precisa

— Meia chávena de bulgur

— 1 chávena de pepino em cubos

— Meia chávena de tomate em cubos

— 1 colher de chá de sal rosa dos Himalaias

— Meia chávena de coentros salsa ou coentros

— Meia chávena de hortelã fresca

— Meia chávena de azeite extra-virgem

— 3 a 4 colheres de sopa de sumo de lima, a gosto

Como se faz

Cozinhe o bulgur de acordo com as instruções da embalagem. Escorra o excesso de água e deixe arrefecer. Enquanto isso, misture o pepino em cubos e o tomate numa taça média com uma colher de chá de sal rosa. Mexa e deixe a mistura descansar, pelo menos, dez minutos. Para preparar a salsa, ou coentros, corte os talos grossos. Pique os coentros num processador de alimentos ou num picador 1-2-3. Faça o mesmo com a hortelã fresca e junte numa taça.

Adicione o bulgur arrefecido, os coentros e a hortelã fresca picada ao tomate e ao pepino. Numa taça pequena, verta o azeite e esprema o equivalente a três colheres de sopa de sumo de lima. Verta na salada e envolva bem. Prove e ajuste se necessário. Acrescente as bagas de romã e misture novamente. Agora, é servir e provar.

Carregue na galeria para conhecer receitas de sobremesas deliciosas (e saudáveis) que também pode fazer em casa. 

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA