fit

Urgência pediátrica de Setúbal vai estar fechada uma semana por falta de médicos

Encerrou esta terça-feira, 6 de dezembro, e só voltará a abrir na próxima segunda, dia 12. Uma situação "inadmissível" para os pais.
O concelho fica sem soluções.

O Hospital de São Bernardo, em Setúbal, encerrou terça-feira, 6 de dezembro, a urgência de pediatria. O serviço vai estar fechado durante uma semana por falta de médicos. Numa altura em que os casos de bebés e miúdos infetados com o vírus sincicial respiratório (VSR) estão a subir de forma alarmante, as famílias não escondem a preocupação e a revolta. Os utentes consideram que deixar os mais novos sem assistência próxima durante tanto tempo “é inadmissível”.

A urgência pediátrica não pode funcionar devido à falta de médicos para preencherem a escala de serviço. A reabertura só deverá acontecer às 9 horas da próxima segunda-feira, dia 12, quando se prevê que o número de profissionais de saúde em funções permitam completarem horários.

Alguns pais já se viram forçados a recorrerem a unidades hospitalares privadas, uma possibilidade que não está ao alcance de todos. A autarquia já tomou uma posição e exigiu ao Governo uma resposta imediata.

Segundo a SIC Notícias, os utentes da unidade hospitalar afirmam que este serviço de urgência tem estado frequentemente encerrado nas últimas semanas. E, segundo o mesmo meio, há cerca de um ano, demitiram-se quase 90 médicos do Centro Hospitalar de Setúbal. O antigo diretor clínico considera que esta situação de rotura é uma “demonstração de cansaço” e revela a “inexistência de outros clínicos tarefeiros”.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA