fit

O bacalhau espiritual de abóbora que vai salvá-lo nas jantaradas de Natal

A sugestão da nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida vai fazer com que todos os convidados lhe peçam a receita.
Vai querer repetir.

Dezembro é sinónimo de jantaradas de Natal e momentos de convívio entre amigos e familiares. Não importa o local nem o contexto, o que interessa é criar memórias e, claro, refeições deliciosas — o que por vezes pode provocar algumas dores de cabeça.

Quando vamos a restaurantes na altura do Natal, a tarefa é facilitada, mas, além dos presentes, nem sempre é fácil ter ideias práticas e, acima de tudo, saudáveis, para surpreender nas refeições que fazemos lá em casa. Há receitas básicas e que não falham nem desiludem, é verdade, mas a sugestão da nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida vai surpreender pelo sabor e pela inovação, com o uso de produtos sazonais. Estamos a falar de espiritual de abóbora, couve e grão-de-bico — a melhor parte é que dá para fazer uma travessa grande, que chega e sobra para todos os convidados.  

Esta é uma receita que leva mais de uma dúzia de ingredientes, mas não se preocupe, porque são todos saudáveis, à exceção da margarina. A abóbora, para quem não sabe, é um legume em que nada se desperdiça, sendo até muito comum comer as suas sementes como snack, sem esquecer as próprias propriedades que ajudam na saúde dos olhos e da pele, prevenindo até alguns tipos de cancro e a pressão arterial e fortalecendo o sistema imunológico.

Este prato leva alho, um poderoso aliado nutritivo e também coentros, digestivos, anti-séticos e calmantes. O grão-de-bico tem um alto teor proteico, é antioxidante e fortalece o sistema imunológico, além de ajudar a melhorar o humor.  A receita foi idealizada para seis doses, mas pode sempre adaptar conforme a necessidade.

Do que precisa

— 50 gramas de sobras de pão de massa mãe

— 1 molho de coentros

— Azeite, q.b.

— 3 dentes de alho

— gengibre ralado, q.b.

— 300 gramas de abóbora cortada em pedaços

— 300 gramas de batata-doce cortada em cubos pequenos

— 4 cebolas às rodelas

— Sal e pimenta, q.b.

— 150 gramas de grão-de-bico

— 200 gramas de couve-lombarda salada mediterrânea, q.b.

— 100 gramas de margarina vegetal,

— 100 gramas de farinha de trigo

— 1 litro de bebida de arroz

Como se faz

Refogue em lume brando, num fio generoso de azeite, a cebola com os alhos, o gengibre, a abóbora e a batata-doce em cubos pequenos, num tacho grande tapado, durante cerca de 20 minutos (até ficarem macias). Quando estiver tudo no ponto, adicione a couve-lombarda em juliana, tape o tacho e deixe por mais cinco minutos. Entretanto, prepare o molho bechamel, com margarina vegetal, farinha de trigo e bebida de arroz.

Leve tudo a lume brando, num tacho, e deixe cozinhar até ficar cremoso. Adicione o grão-de-bico ao tacho e incorpore o molho bechamel, temperando tudo com sal, pimenta e bastante noz-moscada. Verta numa travessa de ir ao forno, salpique com pão ralado e leve a tostar 160 graus, até tostar por cima. Acompanhe este prato com uma salada mediterrânea. Não vai falhar.

Percorra a galeria e descubra também receitas com dióspiro, um fruto típico desta altura do ano.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA