fit

Está a chegar o novo projeto Caminhos de Santiago da Península de Setúbal

A cerimónia de apresentação está marcada para o dia 25 de julho no Castelo de Palmela.
O percurso começa em Álcacer do Sal.

É oficial: os Caminhos de Santiago da Península de Setúbal, projeto destinado à promoção e valorização dos percursos e trilhos que conduzem os peregrinos até Compostela, vai ser apresentado no próximo dia 25 de julho, domingo, em Palmela. 

Esta data foi escolhida por Dia de Santiago. O evento, realizado em conjunto com a Câmara Municipal de Palmela, começa às 11 horas e decorre no Castelo de Palmela. 

De acordo com a nota enviada pela autarquia de Setúbal, “o projeto envolve os seis municípios que compõem o trajeto correspondente à Península de Setúbal do Caminho Português até Santiago de Compostela: Setúbal, Alcácer do Sal, Barreiro, Palmela, Montemor-o-Novo e Vendas Novas”.

O percurso, com uma extensão total de 88 quilómetros, começa em Alcácer do Sal e termina no Barreiro – onde é possível realizar a travessia para Lisboa.

Em Setúbal, município que é membro da Direção da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago, o caminho prolonga-se por mais de 30 quilómetros. Inclui passagens por locais históricos, como o centro da cidade, mas também pela periferia e zonas rurais do concelho.

O Caminho de Santiago é uma das rotas mais antigas do mundo e percorrida por peregrinos desde o período medieval. Com o passar dos anos, tornou-se um itinerário espiritual e cultural, feito por milhares de pessoas anualmente. 

Além dos Caminhos de Santiago da Península de Setúbal, que vão ser apresentados, o município lançou um novo guia que apresenta quatro percursos pedestres, com mais de 40 quilómetros de trilhos em pleno Parque Natural da Arrábida. 

Por enquanto, os trilhos que fazem parte do projeto Percursos Pedestres da Arrábida — Arrábida Walking Trails são quatro: Encostas de S. Filipe, Alto do Formosinho, Portinho da Arrábida e Aldeias de Azeitão. 

O guia, de 60 páginas, conta com informações da região, conselhos aos caminhantes, mapas, espécies que podem ser avistadas na Arrábida e contactos úteis, além de informação de cada percurso, distância total a percorrer, a duração média e características ou época aconselhada.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA