fit

André Martins: “O Hospital de Setúbal precisa de uma atenção diferenciada em matéria de recursos humanos”

O novo presidente da Câmara de Setúbal esteve reunido com os responsáveis do centro hospitalar esta segunda-feira.
Alguns dos serviços estão à beira da ruptura.

Na sequência da demissão em bloco dos 87 médicos do Centro Hospitalar de Setúbal em solidariedade com o diretor clínico do Hospital São Bernardo, Nuno Fachada, que também se demitiu na semana passada, André Martins, o novo presidente da Câmara Municipal de Setúbal, esteve reunido com os responsáveis do Hospital de Setúbal. 

A reunião entre André Martins, o diretor-clínico demissionário, Nuno Fachada e o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Setúbal, Manuel Roque decorreu esta segunda-feira, 11 de outubro. Segundo o responsável pelo novo executivo setubalense, o grande objetivo do encontro foi “inteirar-se da situação do Hospital de São Bernardo, em especial no que diz respeito à necessidade de reforçar os recursos humanos”. Outro dos temas em análise foi a obra de ampliação do Hospital de São Bernardo.

Em comunicado, André Martins explicou que, depois da reunião, “ficou com a certeza de que o Centro Hospitalar de Setúbal necessita, com grande urgência, de uma atenção diferenciada em matéria de recursos humanos que permita que este se mantenha como uma referência e capacitado para responder aos enormes desafios colocados em matéria de saúde na região que serve”.

E acrescentou: “A obra de ampliação das urgências precisa de avançar urgentemente, ultrapassando-se a longa fase de falsas partidas, tal como a reclassificação e a qualificação de Centro Hospitalar de Setúbal de forma integrada, evitando soluções que resolvem problemas, mas que, a seguir, podem criar problemas ainda maiores”.

O presidente do município adiantou que, ao longo desta semana, vai reunir com organizações representativas dos trabalhadores do hospital para aprofundar estas matérias e que se encontra “plenamente solidário” com todos os que vão manifestar-se pela defesa do Hospital de São Bernardo.

A concentração, organizada pelo Grupo Utentes em Defesa do Hospital, está marcada para esta terça-feira, 12 de outubro. “Sabemos que a falta de profissionais em algumas especialidades essenciais tem vindo a ampliar as dificuldades e a colocar em causa o normal funcionamento de todo o Centro Hospitalar de Setúbal. Além disso, sempre que recorremos a certos serviços, como as urgências, deparamo-nos com a inadequação das instalações para os doentes e os profissionais e com dezenas de doentes que aguardam ou encontram-se em observação em condições sub-humanas. Por isso, apelamos a todos para se juntarem e unirmos esforços para com o contributo de todos, sem exceção, salvarmos o nosso Hospital”, pode ler-se na descrição do evento criado no Facebook

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA