cultura

Tudo o que pode esperar da nova temporada de “Sex Education” (que já está na Netflix)

É a terceira da série de drama e comédia — e muitas coisas vão mudar nestes novos oito episódios.
Otis vai estar mais confiante nesta temporada.

“Sex Education” está de volta para a terceira temporada. Os novos oito episódios chegaram à Netflix esta sexta-feira, 17 de setembro. No final da última temporada, Otis finalmente conseguiu dizer a Maeve o que sente por ela. Mas a mensagem de voz que deixou nunca chegou aos seus ouvidos, graças a Isaac.

Além disso, Maeve estava mais preocupada com outros assuntos, já que tinha de lidar com a denúncia ao serviço de proteção de menores que fez da sua mãe. Já Jean, a mãe de Otis, ficou surpreendida quando descobriu que estava grávida de Jakob. E Eric e Adam decidem tentar uma relação depois do grande gesto de coragem e amor de Adam no espetáculo da escola. A terceira temporada vai incluir ainda uma nova diretora na escola de Moordale, que está determinada a voltar a impor os princípios morais no ambiente escolar.

À revista “Entertainment Weekly”, vários dos intervenientes da série anteciparam o que os fãs podem esperar da terceira temporada. “O Otis está bastante mais confiante. Está a defender-se mais. Encontrou um pouco a sua coragem e está até mais atrevido”, revela o ator Asa Butterfield, que interpreta o protagonista. Parece que Otis até vai ter uma relação fugaz com uma rapariga inesperada.

“Às vezes o Otis não consegue acertar exatamente no que toca às suas relações românticas”, diz, por sua vez, a criadora da série, Laurie Nunn. “O conflito central interno dele é que ele quer ser um homem bom e é difícil para os jovens encontrar o seu centro quando há todas estas conversas sobre masculinidade tóxica.”

Agora que vai descobrir que a sua mãe vai ter um novo bebé, Otis vai apoiá-la, até porque está mais maduro do que nas primeiras duas temporadas. “Vê-lo um pouco mais crescido na relação deles foi um desenvolvimento enorme para ele”, disse Butterfield.

Jean também vai ter de contar que está grávida ao pai do bebé, Jakob. “Quando ele descobre, vai ficar muito comovido, mas não é tão simples como ela esperava”, explica Gillian Anderson, que interpreta a personagem. Jakob vai querer estar presente, contudo, poderá haver várias nuances nesta linha narrativa. “O que isso realmente significa e como eles vão negociar isso é o que está para decidir.”

Jean estará dividida entre criar o bebé na mesma casa com o pai ou não o fazer de todo, tendo em conta as suas experiências passadas. Mas a originalidade e pouca convencionalidade da personagem vão continuar presentes, assegura a atriz. “Ela não assenta, o que eu aprecio. Continua a ser incrivelmente complicada. Fazer uma personagem que é tão complexa, que não é linear, dá sempre um bom drama.”

Por outro lado, Maeve vai continuar a lidar com os problemas familiares. A personagem vai sentir-se culpada por ter chamado o serviço de proteção de menores, mas a mãe não estava em condições de tomar conta da sua irmã mais nova.

“Isso pesa muito nela”, diz a criadora de “Sex Education”. “Maeve é uma adolescente que tem de tomar decisões muito adultas bastante cedo. Nunca lhe é permitido que seja apenas a rapariga de 17 anos que comete erros. Ela precisa de uma pausa.” Mas é certo que ao longo da temporada vai conseguir perdoar-se a si própria.

Laurie Nunn também confirma aquilo que muitos fãs já podiam esperar. A dinâmica de Maeve e Otis vai demorar algum tempo até ficar resolvida — sobretudo depois daquela mensagem de voz ter sido apagada.

“É algo que se desenvolve e também vai influenciar a amizade de Maeve com Isaac, mesmo que ela não saiba o que aconteceu no início da temporada”, diz à mesma revista a atriz Emma Mackey, que interpreta Maeve.

Já Adam e Eric vão estar a descobrir-se mais e a solidificar a sua inesperada relação amorosa. “Eles já passaram por muito e estão ao mesmo nível agora e estamos a começar a ver se são a pessoa certa um para o outro. E eles vão tentar dar um ao outro o que o outro precisa”, diz Ncuti Gatwa à “Entertainment Weekly”.

Quanto ao ambiente em Moordale, a nova diretora, Hope (Jemima Kirke), parece simpática e recetiva. Mas também é conservadora e quer que a escola volte aos pilares de excelência que ela considera que já a caracterizaram — a sua prioridade é voltar a instalar os “valores de família” em Moordale. O que promete, claro, mexer com os alunos.

Carregue na galeria para conhecer outras das séries que vão estrear em breve.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA