cultura

Setúbal vai ter uma mediateca com mais de 10 mil DVD e Blu-Ray

A Câmara de Setúbal anunciou a criação de um novo espaço cultural na Baixa: a Casa das Imagens.
Toda a gente vai ter acesso.

Uma coleção de filmes com 1500 cassetes VHS, dez mil DVD e Blu-Ray, inúmeras bobinas com películas nos formatos de 35 mm, 16 mm e 8 mm, dezenas de CD, discos em vinil, cassetes áudio, cartazes, fotografias e material publicitário de filmes vão ficar acessíveis a todos os setubalenses.

A Câmara Municipal de Setúbal anunciou na sessão pública da passada quarta-feira, 3 de julho, a criação da futura Casa das Imagens. O novo espaço cultural com dois pisos, a instalar na Rua da Velha Alfândega, no centro histórico da Baixa resulta de um protocolo entre a autarquia e o cineasta e crítico cinematográfico Lauro António. O objetivo é a partilha do seu acervo na Casa das Imagens — Biblioteca, Mediateca e Arquivo Lauro António.

Depois das obras de reabilitação, o edifício recebe para consulta pública, em regime de doação, o acervo de Lauro António, composto por 50 mil peças, incluindo um espólio documental audiovisual e várias obras de arte. Na parte da biblioteca, o acervo integra ainda publicações de cinema, audiovisuais, artes performativas, pintura, escultura, arquitetura, fotografia, design, ilustração e algumas revistas especializadas de cinematografia, enciclopédias gerais e obras generalistas.

Destaca-se também um conjunto de objetos ligados ao cinema e à imagem, tal como a placa exterior do Cinema Condes, um anúncio luminoso do Cinema de Cascais e a placa de saída do Cinema Odéon. A Casa da Imagens recebe também peças do arquivo pessoal de Lauro António, como prémios e decorações, textos originais manuscritos e datilografados, pinturas e objetos ligados à carreira do cineasta, como uma máquina de escrever e um tripé, que usou nas filmagens do filme, “Manhã Submersa”.

No âmbito deste protocolo, além das peças doadas, Lauro António cede à cidade durante quatro anos, um conjunto de peças mais reduzido, como um busto de Lauro Corado, a coleção de Bonecos de Estremoz, uma máquina para ver fotografias em vidro e carregadores de fotografias. Além da criação da Casa das Imagens, a Câmara Municipal de Setúbal assume a responsabilidade de arquivar, tratar e conservar o acervo.

Lauro António nasceu a 18 de agosto de 1942, em Lisboa. Nos últimos anos, o realizador tem construído uma forte ligação com a cidade de Setúbal, graças ao programa de Masterclass de História do Cinema. Todas as segundas-feiras, às 21 horas, no Fórum Municipal Luísa Todi há sessões cinematográficas grátis, comentadas por Lauro António. A próxima sessão está marcada para o dia 8 de julho, com a exibição do filme “Tempo de Glória”, de Edward Zwick.

tags: arquivo Lauro António, biblioteca, Casa das Imagens, cinema, mediateca

outros artigos de cultura

mais histórias de Setúbal