cultura

Setúbal recebe exposição de fotografia sobre a obra do artista Cruzeiro Seixas

A mostra “Teatro das Imagens – Cruzeiro Seixas, a Poética do Engano” está na Casa da Cultura e na Casa d’Avenida até janeiro.
As imagens foram recolhidas pelo fotógrafo João Francisco Vilhena.

A obra do poeta e artista plástico Cruzeiro Seixas está em destaque na nova exposição de fotografia, dividida entre a Casa da Cultura e a Casa d’Avenida, em Setúbal. Na mostra “Teatro das Imagens – Cruzeiro Seixas, a Poética do Engano” vai poder ver mais de uma dezena de registos a preto e branco de Cruzeiro Seixas, captados pela lente do fotógrafo João Francisco Vilhena.

A exposição pode ser visitada na Casa da Cultura até 3 de janeiro, de terça a sexta-feira das 10 às 22h30 e ao sábado e domingo das 10 às 13 horas ou na Casa d’Avenida até 31 de janeiro de segunda a sexta, entre as 10 e as 20 horas e ao fim de semana, das 10 às 13 horas. A entrada é livre.

Com o objetivo de assinalar o centenário do nascimento de Cruzeiro Seixas, o Teatro Estúdio Fontenova apresenta, numa parceria com a Câmara Municipal de Setúbal, uma produção teatral inspirada na obra do artista. A peça decorre no dia 20 de dezembro, domingo, às 16 horas, na Sala José Afonso da Casa da Cultura.

Os bilhetes custam 4€. Para reservar o lugar, deve ligar para o número de telefone 265 236 168 ou enviar um email para casacultura@nullmun-setubal.pt.

A galeria de exposições da Casa da Cultura.

Nascido a 3 de dezembro de 1920, Artur Manuel Rodrigues do Cruzeiro Seixas era o último dos surrealistas portugueses, o movimento liderado por Mário Cesariny no final dos anos 1940.

Autor de vários trabalhos de desenho e pintura, mas também na poesia e escultura, Cruzeiro Seixas gostava de se intitular “homem que pinta” porque a designação de pintor aborrecia-o. A sua obra está representada em coleções como as do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Cupertino de Miranda. Cruzeiro Seixas morreu no dia 8 de novembro de 2020.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA