cultura

“Puta Que Pariu!”: a nova peça sobre violência doméstica para ver em Setúbal

A produção do Teatro do Elefante está em cena todas as sextas e sábados até ao dia 12 de junho.
O espetáculo começa às 20h30.

Entre março e maio de 2020, chegaram à APAV 546 vários pedidos de ajuda por violência doméstica. 30 mulheres foram assassinadas, 16 delas pelas mãos do companheiro ou agressor, durante os períodos de confinamento. No distrito de Setúbal, o crime mais participado continua a ser o de violência doméstica, com um total de 2.337 queixas. 

Para chamar a atenção para o problema da violência doméstica contra as mulheres, o Teatro do Elefante produziu a peça “Puta Que Pariu!”. O espetáculo, com direção artística de Fernando Casaca e dramaturgia e encenação de Susana Dagaf, estreou no dia 21 de maio, mas estão previstas mais sessões todas as sextas e sábados, até 12 de junho. 

Segundo a sinopse da companhia, a peça “é um grito silencioso, por todas as mulheres que morrem vítimas de violência e por todas aquelas que ainda não conseguiram libertar-se ou que, libertando-se, não têm o apoio necessário”. 

Os bilhetes gerais custam 10€, mas há desconto para grupos de cinco pessoas, jovens até aos 21 anos, maiores de 65 anos e profissionais da cultura. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteira online. O evento começa às 20h30, sendo que a abertura de portas acontece 15 minutos antes. O espetáculo para maiores de 16 anos tem a duração de 45 minutos e decorre no auditório do Teatro de Bolso R. Dr. Aníbal Álvares da Silva.

O elenco inclui as atriz Júlia Prado e das convidadas Miká Nunes, Viviana Moura e Ana Isabel Delgado. Para saber mais informações, pode ligar para o número 937 897 689 ou enviar um email para elefante@nullteatrodoelefante.net. 

O Teatro do Elefante, fundado em 1997, foi pioneiro em Portugal na criação de espetáculos de teatro especialmente pensados para a primeira infância. 

 

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA