cultura

Nova minissérie da Netflix conta a história do maior desastre industrial do mundo

"Os Homens dos Caminhos de Ferro" leva-nos até a uma unidade fabril em Bhopal, na Índia. A tragédia decorreu em 1984.
Já está disponível.

O maior desastre industrial do mundo aconteceu em Bhopal, na Índia, em 1984. Cerca de meio milhão de pessoas foi exposta a um gás extremamente tóxico. Muitos não resistiram e acabaram por morrer. A história é agora contada na nova minissérie “Os Homens dos Caminhos de Ferro“, que chegou à Netflix a 18 de novembro.

Nos momentos iniciais da produção, antevemos um dia que se adivinhava normal. Estávamos a 2 de dezembro, e dezenas de pessoas deslocavam-se para o trabalho. Pouco depois, às primeiras horas da manhã, começa a soar o alarme de uma fábrica da região, há desmaios e ninguém percebe o que se passa.

A tragédia foi tão rápida como perigosa. Nas 48 seguintes, até os trabalhadores conseguirem selar a fuga, mais de 40 toneladas de gás de isocianato de metila foram derramadas na fábrica de pesticidas União Carbide Índia Limitada (UCIL),

Os afetados queixavam-se de ardor nos olhos, cegueira, problemas respiratórios, perturbações intelectuais e de memória, entre outros. No rescaldo da tragédia, as autoridades gás matou imediatamente cerca de 3.800 pessoas, a maioria das quais vivia perto da fábrica. O elevado número de vítimas deveu-se ao momento do incidente, já que muitas ainda dormiam quando a substância foi liberta.

Ao longo de quatro episódios, percebem-se os contornos do que passou naquela zona do mundo e do papel dos trabalhadores dos caminhos de ferro que tentaram avisar as pessoas, colocando a própria vida em risco.

“Os Homens dos Caminhos de Ferro” foi criado por Shiv Rawail e produzido pelo estúdio YRF Entertainment, com Aditya Chopra, Uday Chopra, Yogendra Mogre, Jonathan Reiman e Akshaye Widhani como produtores executivos. Já está disponível na Netflix.

Carregue na galeria para conhecer todas as grandes séries (e regressos) que podemos esperar para o mês de novembro.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA