cultura

Morreu o cineasta e crítico Lauro António

Tinha 79 anos e também dirigiu festivais, foi ensaísta e professor na área do cinema.
Lauro António tinha 79 anos.

Morreu esta quinta-feira, 3 de fevereiro, Lauro António, adianta o “Público”. O cineasta, crítico, ensaísta, professor e dinamizador cultural tinha 79 anos e sofreu uma “morte súbita”. Ao longo do seu percurso enquanto realizador, dirigiu filmes como “Manhã Submersa”, “O Vestido Cor de Fogo”, “Paisagem Sem Barcos” e “Mãe Genoveva”.

Foi diretor de festivais de cinema como o Festival Internacional de Lisboa, o Festroia ou o FACE. No ano passado, em Setúbal, abriu a Casa das Imagens Lauro António. É lá que está disponível o acervo do cineasta.

O material doado ao município inclui livros, filmes, fotografias, cartazes e objetos relacionados com a área do cinema. Lauro António estava responsável pelo projeto da Casa das Imagens, que tinha uma programação com ciclos de cinema, debates e publicação de livros, entre outras iniciativas.

Lauro António inspirou uma personagem criada por Herman José chamada Lauro Dérmio, que foi regular nalguns sketches.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA