cultura

Já há datas para a nova temporada do ciclo Convento ConVida

A primeira atuação está marcada para o dia 3 de setembro. Conheça o programa completo.
É na Igreja de Jesus. Foto: Município de Setúbal.

O ciclo Convento ConVida vai continuar em setembro e outubro com um conjunto de concertos de música erudita, na Igreja de Jesus, em Setúbal. Nas manhãs de sábado, sempre a partir das 11h30, a Igreja de Jesus apresenta uma programação, que junta atuações de artistas nacionais com projetos de músicos e entidades locais.

A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Setúbal, inclui concertos de música de câmara vocais e instrumentais. No dia 3 de setembro atua o Ateliê de Ópera de Setúbal, com o barítono Luís Carlos Figueiras, acompanhado ao piano por Eduardo Jordão. Segue-se a 10 de setembro “Cordas Com Voz”, com Mafalda Vilan (violino e soprano) e Victor Castro (guitarra).

As Comemorações Bocagianas 2022 trazem, a 17 de setembro, “Os Contemporâneos de Bocage”, concerto interpretado pelos solistas da Orquestra de Câmara de Sintra, com a participação especial do TOMA. A programação de setembro encerra a 24, com o “Concerto para as Famílias — Primeiros Sopros de Outono”, com Filipe Freitas (oboé), Jorge Camacho (clarinete) e Lurdes Carneiro (fagote).

A 1 de outubro, o Ateliê de Ópera de Setúbal regressa à Igreja de Jesus, desta vez com a contralto Xana Simões, acompanhada ao piano por Eduardo Jordão. A manhã de 8 de outubro está a cargo do Cetóbriga Chamber Choir, que volta no dia 22 para um novo concerto em que partilha o palco com a Orquestra de Câmara Cetóbriga e Silvestre Fonseca na guitarra.

A última apresentação de outubro, a 29, é dedicada às famílias, com a atuação dos Clarinetes de Santiago. Os bilhetes para os eventos do Convento ConVida, à venda no Museu de Setúbal/Convento de Jesus, custam 5€.

O Convento de Jesus reabriu ao público em outubro de 2020 depois de várias obras de reabilitação. Tal como a New in Setúbal noticiou, estão disponíveis para visitas a Sala do Coro Alto, Sala do Capítulo, Sala da Roda, sala de exposição, os claustros e a Igreja do Convento de Jesus.

A Igreja do Convento de Jesus, com entrada pelo exterior do monumento, também foi reabilitada seguindo a assinatura do arquiteto Diogo de Boitaca. O monumento é considerado o primeiro projeto arquitetónico de estilo manuelino em Portugal, com a característica de igreja-salão.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA