cultura

Festival Internacional de Teatro traz mais de 30 espetáculos a Setúbal

O evento acontece de 18 a 28 de agosto. Conheça os destaques desta edição.
A peça "A Paz Perpétua" é uma das produções em destaque. Foto: Helena Tomás.

A 23.ª edição da Festa do Teatro de Setúbal está de volta entre os dias 18 a 28 de agosto. Apesar da restrições da pandemia, o evento vai trazer mais de 30 espetáculos, 17 dos quais na secção oficial, sete estreias e a participação de duas companhias estrangeiras, que atuam pela primeira vez em Portugal. Dos 17 espetáculos da secção oficial, 13 são peças de teatro, apresentadas por oito companhias portuguesas e seis companhias estrangeiras.

Os espetáculos vão decorrer na Casa da Avenida, Casa da Cultura, Cinema Charlot — Auditório Municipal, Convento de Jesus, Escola Secundária Sebastião da Gama (ESSG), Fórum Municipal Luísa Todi, Parque do Bonfim e Praça de Bocage. 

A abertura do Festival está marcada para o dia 18 de agosto, quarta-feira, às 21 horas, no Auditório da ESSG, com o Teatro Estúdio Fontenova a apresentar “A Paz Perpétua”, baseada na obra homónima da autoria do dramaturgo espanhol Juan Mayorga.

A peça, que já estreou em Setúbal em abril, propõe uma reflexão a partir de uma metáfora à ameaça terrorista global através de uma piada, em que três cães lutam para pertencer a um grupo de elite antiterrorista. 

No dia seguinte, às 19 horas, o Ginásio da Sebastião da Gama recebe o “Shaken and Stirred”, um medley descontextualizado de personagens icónicos de William Shakespeare, numa produção da JÁ International Theatre. 

Às 21 horas, sobem ao palco do Fórum Luísa Todi o Teatro Estúdio Fontenova e a Companhia Mascarenhas-Martins, para a estreia de “MATA”, sobre a morte, a verdade, a inocência, a culpa e a justiça.

Ainda a 20 de agosto, às 19 horas, no Auditório da ESSG, chega a vez de “Haverá”, da Companhia InsanaCena, um monólogo que lança um olhar sobre a forma como os humanos se relacionam entre si e com o mundo. 

“A Caminhada dos Elefantes”, para maiores de seis anos, pela Formiga Atómica, vai ao Ginásio da ESSG no dia 21, às 11 e às 16 horas. A 28 de agosto, último dia do festival, há mais quatro peças infantis. Além do cartaz de espetáculo, o evento vai contar com debates sobre políticas culturais locais, no espaço da Casa da Avenida, no dia 23 de agosto, às 16h30.

Durante o festival pode ver a exposição de artes plásticas “O Início do Fim das Possibilidades”, de Ana Isa Férias, João Bordeira, Madalena Salgueiro, Paula Moita e Ricardo Guerreiro Campos, que vai estar patente no gradeamento da ESSG.

Os bilhetes normais para as atuações da secção oficial custam 8€. Estudantes, desempregados, menores de 25 anos, maiores de 65 e profissionais do setor das artes, pagam 6€.

O festival tem bilheteira aberta, de 14 a 28 de agosto, entre as 18h30 e as 21 horas, no pátio da Escola Secundária Sebastião da Gama, na Avenida Mariano Carvalho.

Para espetáculos no Fórum Municipal Luísa Todi, a compra dos bilhetes pode ser feita de terça-feira a domingo, das 13 horas às 19h30, pelo telefone 265 522 127 ou através do email bilheteira.fmlt@nullmun-setubal.pt.

José Maria Dias, diretor do Teatro Estúdio Fontenova, explicou à New in Setúbal que esta será “uma edição, onde se podem esperar espetáculos de qualidade, para todos os públicos e de várias estéticas, que é também uma das componentes do festival”, sublinhando ainda que, em 2020, passaram pelo festival mais de mil espetadores. A programação completa do festival está disponível no site do Teatro Estúdio Fontenova.

O Teatro Estúdio Fontenova foi fundado em 1984 e já conta com 77 criações artísticas e 22 Festas do Teatro. Atualmente é composto por Graziela Dias (atriz e diretora de produção), José Maria Dias (diretor artístico e técnico), Leonardo Silva (fotografia, vídeo e produção técnica), Eduardo Dias (ator) e Patrícia Paixão (produtora e atriz).

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA