cultura

Está a chegar um novo festival de música e artes plásticas

A Colina decorre entre os dias 28 e 30 de novembro. Há concertos e uma exposição coletiva.
Alguns espetáculos são na Casa da Cultura.

Setúbal acaba de ganhar um novo festival de música e artes plásticas. A 1.ª edição de A Colina inclui concertos na Casa da Cultura e antigos Armazéns Papéis do Sado. O objetivo do festival, organizado pelo Coletivo Colinas, em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal é trazer uma abordagem diferente à descoberta e análise da música e artes plásticas.

As atividades arrancam no dia 28 de novembro, quinta-feira, às 22 horas na Casa da Cultura, com a exibição do vídeo-instalação “Décors”, de Miguel Tavares, musicada por “trash CAN”. Uma hora depois está prevista uma atuação de Ben Yosei, projeto do cantautor folk Rafael Trindade, também conhecido como Sanatur a Deo, que cruza a lírica intimista com um instrumental eletrónico. Ambos os espetáculos são de entrada livre.

Na sexta-feira, 29, às 22h30, a música segue na Capricho Setubalense, com atuações de hip hop, pelo projeto Tradição e pelo cabo-verdiano NeJah, que traz a Setúbal ritmos de hip hop crioulo. A noite na Capricho termina com animação pelo DJ Music, conhecido por Leonardo Bindilatti. A noite continua a partir da 1h30, no Beats Club, na Travessa da Anunciada, com atuações dos DJ N.K, Proc Fiskal e Luar Domatrix. Os bilhetes para cada um dos espetáculos são 3€ ou 5€, para o conjunto dos dois.

O último dia do evento, 30 de novembro, encerra com uma exposição de artes plásticas dos artistas Alexandre Estrela, Elisa Azevedo, Miguel Soares, Pedro Tavares e Rudi Brito, patente no Forte de Papel, nome dado pela organização aos antigos Armazéns Papéis do Sado, junto ao Museu do Trabalho Michel Giacometti. 

A mostra abre às 15 horas e fecha quando terminarem os espetáculos previstos para o Forte de Papel. No mesmo local, às 17 horas, pode assistir a uma performance musical coletiva por Maria Reis, Gabriel Ferrandini, Pedro Sousa, Luar Domatrix e André Cepeda, que mistura free jazz e experimentação eletrónica, numa combinação entre o som e a imagem.

A 30 de novembro, sábado, a música angelical e etérea da jovem artista francesa Malibu invade o Forte de Papel, a partir das 22 horas e uma hora depois é a vez da música eletrónica de Simão Simões. A fechar a edição zero do festival A Colina, Noah Lennox, mais conhecido como Panda Bear, membro fundador dos Animal Collective estreia-se em Setúbal, com a interpretação de temas dos trabalhos que editou a solo, como “Person Pitch” e “Buoys”.

As entradas para as iniciativas para este dia são 10€. O passe, que dá acesso a todos os eventos do festival A Colina pode ser reservado, através do email tickets@nullacolina.pt e levantado na Casa da Cultura. Já as reservas para os espetáculos devem ser feitas, enviando um email para casacultura@nullmun-setubal.pt. Para saber mais informações sobre o festival, pode ver o site oficial ou as páginas de Facebook e Instagram do Coletivo Colinas.

tags: A Colina, Armazéns Papéis do Sado, artes plásticas, Câmara Municipal de Setúbal, Coletivo Colinas, festival, setúbal

outros artigos de cultura

mais histórias de Setúbal