cultura

“Elvis” é uma das grandes estreias que pode ver esta semana em Setúbal

Os cartazes dos equipamentos culturais da cidade incluem ainda "Campo de Sangue", "O Telefone Negro" e outras novidades.
O filme "Elvis" é uma das novidades.

Esta semana, os cinemas da cidade estão recheados de novidades para todos os gostos. Se é fã de filmes de cariz bibliográfico, de terror ou de documentários,  sugerimos que veja o cartaz do Cinema City no Alegro de Setúbal, que tem novas exibições destes géneros cinematográficos.

No entanto, se prefere dramas, o Cinema Charlot tem duas exibições ideiais e uma delas é portuguesa. Como já é hábito, a New in Setúbal reuniu os novos filmes que se juntam aos cartazes dos equipamentos culturais da cidade. Se ainda não conhece as novidades, tome nota do que pode ver esta semana no cinema, em Setúbal.

Os destaques vão para “O Telefone Negro”, de Scott Derrickson, “Elvis”, de Baz Luhrmann, e “Os Grades Criadores”, de Ramón de los Santos e Elisa Bogalheiro, no Cinema City Alegro. No Cinema Charlot, as novidades são “A Promessa de Hasan”, de Semih Kaplanoglu, e “Campo de Sangue”, de João Mário Grilo.

Cinema Charlot — Auditório Municipal

“A Promessa de Hasan”, de Semih Kaplanoglu, com Umut Karadag, Filiz Bozok, Gokhan Azlag e Ayse Gunyuz Demirci. Hasan é um agricultor que vive do terreno que herdou do pai. Quando percebe que está previsto colocarem um poste de alta tensão na sua propriedade, faz de tudo para impedi-lo. Sessões: quintas e sextas-feiras, às 18 horas.

“Campo de Sangue”, de João Mário Grilo, com Carloto Cotta, Luísa Cruz, Sara Carinhas, Teresa Madruga e Suzana Borges. Um homem aguarda julgamento após um assassinato. Do lado de fora encontram-se quatro mulheres que, de um modo ou de outro, se relacionam com ele. Cada uma delas dará o seu depoimento e, consequentemente, a sua versão da história que com ele partilham. Sessões: todos os dias, às 21h30, e sábados e domingos, às 16 horas e 21h30.

Cinema City/Alegro Setúbal

“Buzz Lightyear”, de Angus MacLane, com as vozes portuguesas de Tiago RetrêMartinho SilvaAngie CostaSabri Lucas e Ana Sofia Martins. O lendário astronauta Buzz Lightyear, assim como o comandante e o resto da tripulação, são deixados num planeta hostil a 4,2 milhões de anos-luz da Terra. Para que possam regressar, Buzz tenta encontrar um caminho através do espaço e do tempo, mas a complicar esta missão, está o mal-intencionado Zurg e o seu exército de robots. Sessões: de segunda-feira a quarta-feira, às 15h10, 17h20, 19h30 e 21h40, à quinta-feira, às 11h10, e aos fins de semana, às 11h10 e meia-noite, na sala 9; todos os dias, às 16 horas e 18h20, e quinta-feira, sábado e domingo, às 13h20, na sala 2.

“Marmaduke”, de Mark A.Z. Dippé, é um filme infantil que conta a história do cão Grand Danois de temperamento adorável, mas totalmente descontrolado. Depois de tentarem de tudo para conter as suas trapalhadas, os donos aceitam o facto de que tem de ser treinado numa escola de cães. Após um treino intensivo, Marmaduke fica completamente irreconhecível e o treinador decide inscrevê-lo no Campeonato Mundial de Cães. Sessões: todos os dias às 15h30 e 17h30, e aos fins de semana às 11h30 e 13h30, na sala 7.

“Mauzões”, de Pierre Perifel, com as vozes de Tomás AlvesGabriela Barros e Inês Lopes Gonçalves. Os Mauzões são cinco amigos que, durante anos, foram os vilões mais procurados do mundo. Quando o gangue é finalmente apanhado, o Sr. Lobo faz um acordo para salvá-los da prisão. Sessões: todos os dias, às 11h10, 13h20 e 15h30, na sala 7 Kids; e todos os dias, às 17h25, na sala 6 Kids.

“O Mundo Jurássico: Domínio”, de Colin Trevorrow, com Chris Pratt, Bryce Dallas HowardLaura DernSam Neill e Jeff Goldblum. Em 1993, milhões de espectadores em todo o mundo ficaram de respiração suspensa perante as imagens de Nublar, uma ilha repleta de dinossauros. No filme, as criaturas tinham sido resgatadas da extinção através da clonagem, ideia de John Hammond. O objetivo era criar uma reserva natural onde pessoas de todo o mundo pudessem observar os animais. Sessões: segunda-feira a quinta-feira às 15h30, 18h30 e 21h30, e de sexta-feira a domingo, às 11h30, na sala 9; de segunda-feira a quinta-feira, às 16 horas e 19 horas, e de sexta-feira a domingo às 13 horas, na sala 7; de segunda-feira a quinta-feira, às 17h40 e 21 horas, e de sexta-feira a domingo, à meia-noite, na sala 2.

“O Telefone Negro”, de Scott Derrickson, com Ethan Hawke, Jeremy Davies, James Ransone e Madeleine McGraw. Finney Shaw, de 13 anos, é raptado por um assassino e fica enclausurado numa cave insonorizada. É aí que repara que ali existe um telefone antigo através do qual ouve a voz de outros rapazes que também foram vítimas do mesmo homem e que estão decididos a ajudar o jovem. Sessões: todos os dias, às 15h35, 19h45 e 21h55, e aos sábados e domingos, às 00h10, na sala 3.

“Top Gun: Maverick”, de Joseph Kosinski, com Tom Cruise, Jennifer Connelly, Miles Teller e Val Kilmer. Após mais de 30 anos de serviço como um dos melhores aviadores da Marinha, Pete “Maverick” Mitchell está onde deveria estar: a voar nos limites como piloto de testes e a evitar uma subida na hierarquia que o faria deixar de voar. Quando se encontra a treinar um destacamento de graduados Top Gun para uma missão especializada, Maverick encontra o tenente Bradley Bradshaw, filho do falecido amigo de Maverick, o tenente Nick Bradshaw. Face a um futuro incerto e confrontado com fantasmas do passado, Maverick é obrigado a enfrentar os seus medos mais profundos. Sessões: terça-feira às 21 horas e quarta-feira às 21 horas, 15h10 e 18h10, na sala 9.

“Ainbo: Espírito da Amazónia”, de Richard Claus e Jose Zelada, conta com as vozes portuguesas de Quimbé, Ema Maçarico e Helena Mota. Ainbo, de 13 anos, vive numa pequena aldeia numa das zonas mais selvagens da floresta amazónica. A sua melhor amiga, Zumi, adotou-a depois da morte dos pais. No dia em que Zumi se prepara para ser coroada a rainha da tribo, Ainbo conhece o tatu Dillo e o tapir Vaca, que lhe dizem que a selva está sobre uma poderosa maldição lançada por um espírito maligno e que está nas suas mãos salvar a vida de todos. Sessões: todos os dias às 15h20 e 17h20, e aos sábados e domingos às 11h20 e 13h20, na sala 6.

“Casa do Mal”, de Christopher Smith, com Jessica Brown Findlay, John HeffemanAnya McKenna-Bruce e Sean Harris. Marianne e Linos Forster mudam-se com a filha Adelaide para uma casa senhorial que acabaram de comprar em Inglaterra, na década de 1930. A vida corre tranquilamente até perceberem que algo sobrenatural assombra aquele lugar e parece ter uma especial predileção pela menina. Sessões: domingo a quinta-feira às 15h40, 17h40 e 21h40, e às sextas e sábados às 23h55, na sala 2.

“Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”, de Sam Raimi, com Benedict Cumberbatch, Rachel McAdams, Elizabeth Olsen e Patrick Stewart. Neste filme da Marvel, Dr. Stephen Strange lança um feitiço proibido que abre a passagem para o Multiverso, um lugar onde co-existem universos alternativos e várias versões de si próprio. Sessões: todos os dias, às 15h10, 18h10 e 21 horas, e sábados, às 23h50, na sala 9; todos os dias às 17h30 e 21h30, e domingos, às 00h15 e 11h20, na sala 2; todos os dias às 21h50 na sala 8, às sextas há sessões às 16 horas e às 19 horas aos sábados às 16 horas, 19 horas, 00h25 e 13h10, aos domingos às 16 horas, 19 horas e 13h10, e às terças e quartas, às 16 horas e 19 horas.

“Elvis”, de Baz Luhrmann, com Tom Hanks, Austin Butler, Olivia DeJonge e Dacre Montgomery. Esta é uma cinebiografia musical sobre Elvis Presley, que segue várias décadas da sua vida numa América em grandes mudanças socioculturais e políticas, acompanhando a sua infância em Tupelo, o percurso por Memphis e o êxito em Las Vegas. Sessões: todos os dias, às 15h10, 18h10 e 21h10, e sábados e domingos, às 11h10, na sala 9.

“Os Grandes Criadores”, de Ramón de los Santos e Elisa Bogalheiro, é um documentário sobre a Companhia de Teatro do Chapitô criada em 1996, com uma missão intencionalmente social e sempre baseada na solidariedade e equidade. Os realizadores percorreram as suas salas e corredores, onde mostram as várias artes que ali são ensinadas e a paixão que move cada um dos intervenientes. Sessões: todos os dias, às 19h40, na sala 6.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA