cultura

Digressão de estreia da peça “Versão Beta” passa por Setúbal no final do mês

A produção é apresentada no dia 30 de outubro, sábado, na Casa da Cultura.
Começa às 21h30.

A digressão de estreia da peça “Versão Beta”, da companhia portuense Visões Úteis, em coprodução com o Teatro Académico de Gil Vicente, da Universidade de Coimbra, vai estar em cena na Casa da Cultura de Setúbal, no próximo dia 30 de outubro, sábado, às 21h30.

Num registo íntimo e divertido, “Versão Beta”, interpretada por Carlos Costa, constrói relações improváveis entre uma cassete de vídeo de 1984, a leitura interminável de uma obra iniciada em 1995 e um projeto com estreia marcada para 2038 e em preparação desde 2008.

“Versão Beta” é também a primeira produção carbono quase zero da Visões Úteis, uma vez que todos os ensaios decorreram com recurso a energia verde, os elementos de cena são reutilizados, as deslocações da equipa para os ensaios foram a pé, de metro ou de bicicleta e a itinerância da peça é feita num veículo elétrico.

A digressão de estreia tem início em Coimbra, no dia 27 de outubro, quarta-feira, seguindo-se as cidades de Porto e Aveiro, a 28 e 29 de outubro (sexta e sábado), e, por fim, Setúbal, no dia 30 de outubro, domingo, para uma apresentação na Sala José Afonso da Casa da Cultura. A entrada para o espetáculo custa 4€ e pode ser reservada através do email rececao.casacultura@nullmun-setubal.pt.

Se for assistir a esta peça, pode aproveitar para ver a exposição “A Vida das Coisas (e Ainda Algumas Coisas da Vida)”, da designer e ilustradora Marta Madureira, a artista convidada da Festa da Ilustração 2021. A mostra pode ser visitada até ao próximo dia 28 de novembro, domingo, na Casa da Cultura. No mesmo espaço está também em destaque o artista canadiano Pierre Pratt, o convidado estrangeiro desta edição, com a exposição “É Tudo Isto (e Nada Disto o Que Tinha a Dizer)”, também patente até 28 de novembro.

Uma das imagens da peça.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA