cultura

Cantora Rita Guê vai dar um espetáculo de originais na Capricho Setubalense

A artista lançou o primeiro EP, “gota”, em novembro de 2023. É o primeiro concerto com nome artístico e com a banda reunida.
Garanta o seu lugar.

Desde miúda que Rita Guerreiro sabia que queria ser cantora. Do episódio onde teve de cantar à capella, numa atuação da escola, até aos estudos no Conservatório Regional de Setúbal, dedicou grande parte da sua vida à música e é nesse mundo que se sente verdadeiramente feliz. Tanto que em novembro de 2023 lançou o primeiro EP, “gota”.

Agora, vai dar o concerto de apresentação com o nome artístico, Rita Guê, e com a banda do EP reunida, este sábado, 15 de junho, às 21h30, na Sociedade Musical Capricho Setubalense. “Não é o primeiro concerto de originais, mas é o primeiro com o nome artístico e com a banda completa, por isso estou muito feliz. Atuei em 2022 no concurso de bandas amadoras de Palmela, em modo de trio acústico, e depois no Festival da Liberdade da AMRS, no mesmo ano, com um teclista suplente. Tudo ainda sem EP lançado”, diz a artista.

O novo trabalho foi apresentado ao público, como contou à New in Setúbal. “Selecionei canções e poemas escritos entre 2018 e 2020, com os quais me identificava no momento, sendo que o processo criativo é sempre algo em constante mudança e ainda sinto dificuldade em tomar decisões neste campo, seja seleção de quais canções a aprofundar, seja depois na interpretação e composição, espero que se facilite com o tempo. Só depois do EP finalizado é que surgiu o nome artístico, Rita Guê, nunca querendo abandonar totalmente o apelido, mas tornando-o mais leve”, conta.

Para o próximo concerto, promete não desiludir o público. “Agora, vou esforçar-me por dar o melhor concerto a quem se dedica a ouvir-me”, confessa. A entrada custa 5€ e só pode comprá-la no local à hora do espetáculo. O EP “gota” está disponível nas plataformas digitais como Spotify e YouTube. Siga ainda o Instagram e Facebook da artista para acompanhar os próximos passos e todos os progressos da sua carreira musical.  

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA