cultura

Banksy andou pela Ucrânia a pintar novos graffitis em edifícios bombardeados

As ilustrações estão por todo o lado. Conheça os murais que estão a ser considerados um símbolo da invencibilidade do país.
O artista enigmático voltou a pintar.

Ninguém conhece a sua identidade, mas os trabalhos de Banksy são admirados por todo o mundo. A figura enigmática tornou-se num dos maiores artistas urbanos dos últimos anos graças às mensagens fortes das suas criações e instalações. Recentemente, apareceram sete murais em vários locais da Ucrânia, incluindo a capital Kiev, o subúrbio de Irpin e a cidade de Borodyanka com os traços associados ao seu estilo.

Tudo começou com uma ilustração que retrata uma jovem a fazer ginástica. A pose acrobática mostra os braços da ginasta apoiados sobre os destroços das paredes que os bombardeamentos destruíram. Depois desta primeira pintura, foram descobertas outras imagens espalhadas pela cidade e um fluxo de fotografias das obras de arte começou a circular nas redes sociais. Algumas representam o luto e o trauma, enquanto outras refletem “o fogo da esperança e do desafio que acompanha a tragédia”.

A 11 de novembro, o grafiteiro publicou uma foto no seu Instagram que confirmava a sua autoria. Alguns dias depois, mostrou ser também o responsável por seis outras obras através de um vídeo partilhado na mesma rede — que é acompanhado pelo som de mulheres a cantar música folclórica ucraniana.

Miúdos a brincar num balancé feito com a parte de um tanque, um camião de transporte de bombas, um homem a tomar banho e uma mulher de roupão e máscara de gás enquanto segura um extintor — o trabalho de Banksy na Ucrânia chama a atenção para a devastação causada pela invasão russa. Ao serem pintadas em prédios bombardeados, as imagens refletem como a experiência da guerra perturba o quotidiano.

A intervenção de Banksy foi calorosamente recebida pelos ucranianos, saudada como um símbolo do esforço por trás da invencibilidade do país e uma demonstração de resiliência. Isto porque a passagem do artista pela Ucrânia acontece cerca de nove meses após o início da guerra no país.

A destruição do património cultural ucraniano está entre os muitos crimes imputados à Rússia. Em julho de 2022, a Unesco relatou danos em mais de 164 espaços culturais, incluindo locais religiosos, museus, edifícios históricos, monumentos e bibliotecas.

Carregue na galeria para descobrir as ilustrações de Banky espalhadas pela Ucrânia.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA