cultura

“Ainda Estou Aqui”: o novo romance de partir o coração que conquistou o top da Netflix

Joey King, de “A Banca dos Beijos”, é uma das protagonistas. Está no top 10 das tendências da plataforma em Portugal.
Joey King e Kyle Allen são os atores protagonistas.

Desde 8 de abril que um filme tem estado a escalar o ranking das tendências da Netflix em Portugal — neste momento está em quarto lugar do top 10. Falamos de “Ainda Estou Aqui”, realizado por Arie Posin, a partir do livro de Marc Klein “The In Between”.

É um filme romântico que começa com uma tragédia — algo que marca toda a narrativa. A ação arranca com um violento acidente de carro. Tessa acorda no hospital e consegue sobreviver. Skylar não.

O twist — sobrenatural ou de ficção científica — desta história é que, após a morte de Skylar, o rapaz continua a conseguir comunicar. Após o acidente, Tessa começa a experienciar acontecimentos que sugerem isso mesmo.

Skylar estará num qualquer limbo temporário após a morte que lhe permite comunicar com os seus entes queridos antes de partir definitivamente para o seu derradeiro destino — seja ele qual for. O filme acompanha esse fenómeno e recua no tempo, através de múltiplos flashbacks, para dar a conhecer a história dos dois.

Tessa e Skylar conheceram-se num cinema de bairro, numa zona costeira dos Estados Unidos, numa sessão de um filme clássico do cinema francês. Skylar oferece-se para traduzir e eles desenvolvem uma química imediata. 

Só se reencontram, contudo, passado algum tempo — apesar de ser óbvio que estiveram ativamente à procura um do outro. Tessa está a estudar fotografia e este é um romance muito ligado às artes, e à magia da imagem e do cinema. Os contornos trágicos fazem com que seja emocionante e triste.

Centenas de espectadores têm recorrido às redes sociais para partilhar o quanto choraram ao ver “Ainda Estou Aqui” — certamente um dos fatores que tem gerado interesse em torno do filme.

“Por favor, vão ver o ‘Ainda Estou Aqui’ na Netflix. Nunca chorei tanto com um romance, ou com qualquer outro filme, na minha vida inteira, literalmente”, escreveu uma espectador no Twitter. “Acabei de ver. Chorei como uma bebé”, disse outra espectadora.

“‘Ainda Estou Aqui’ é provavelmente o melhor filme que vi nos últimos tempos. Chorei tudo o que tinha para chorar. Caramba, soube tão bem”, escreveu outro utilizador da mesma rede social. “O filme é de partir o coração — aqueles dois, os filmes, o amor e tudo o resto, é tão surreal”, escreveu outra pessoa.

A crítica, porém, não tem sido tão elogiosa. No site especializado Rotten Tomatoes, que aglomera as classificações da imprensa, “Ainda Estou Aqui” só tem 56 por cento de textos positivos. 

Joey King (conhecida pela saga da Netflix “A Banca dos Beijos” e pela série “The Act”) interpreta Tessa, enquanto Kyle Allen (de “West Side Story”) faz de Skylar. O elenco inclui ainda Kim Dickens, John Ortiz, Celeste O’Connor, Donna Biscoe e April Parker Jones, entre outros.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA