cultura

A7M ComVida traz vários concertos ao Fórum Luísa Todi e Convento de Jesus

O evento está marcado para os dias 20 a 23 de maio. Os bilhetes já estão à venda.
O Ensemble Juvenil de Setúbal vai atuar no Fórum Luísa Todi.

A décima edição do Festival de Música de Setúbal foi novamente cancelada por causa da pandemia de Covid-19. Ainda, assim, inspirado no modelo do festival, vem aí um evento que cinlui vários espetáculos que se vão realizar de 20 a 23 de maio.

A iniciativa A7M ComVida, organizada pela A7M, Câmara Municipal de Setúbal e The Helen Hamlyn Trust, decorre no Fórum Municipal Luísa Todi e na Igreja do Concento de Jesus. “Escuta a minha Oração” é o nome da primeira atuação, agendada para o dia 20 de maio, quinta-feira, às 20h30, na Igreja de Jesus.

O espetáculo é protagonizado pelos coros Voces Celestes, conduzido pelo maestro Sérgio Fontão, Mãos de Cantam, dirigido por Sérgio Peixoto e Coral Infantil de Setúbal, pela batuta do maestro Nuno Batalha e Gonçalo Simões no piano.

Durante o concerto serão interpretados temas de música coral, antiga e moderna, dos compositores Filipe Magalhães, Henry Purcell, Benjamin Britten, Leonard Bernstein, John Cage e James MacMillan. Os bilhetes custam 6€, sendo que a entrada é gratuita para miúdos com menos de 12 anos.

A Orquestra de Câmara Portuguesa, conduzida pelo maestro Pedro Carneiro, atua no dia 21 de maio, sexta-feira, às 20h30, no Fórum Municipal Luísa Todi, num concerto em que interpreta a obra “Aroura”, do compositor Iannis Xenakis, e a Sexta Sinfonia de Beethoven. Neste, o valor dos ingressos é de 12€ (plateia) e 10€ (balcão).

O Ensemble de Guitarras, do Conservatório Regional de Setúbal, o Atelier de Ópera, da Academia de Música de Almada, o Ensemble de Saxofones, da Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi, e a Orquestra Ligeira, do Conservatório Regional de Palmela, atuam no dia 22 (sábado), às 11 horas, também no Fórum Luísa Todi.

Uma produção musical e cinematográfica dá início ao espetáculo do dia 23, às 11 horas, no Fórum Luísa Todi. “Escutar a diferença” é o título da performance, que inclui a apresentação de um filme.

A música, da compositora Merit Ariane, está a cargo do coro da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Setúbal, do coro e grupo de música contemporânea do Conservatório Regional de Setúbal e de alunos de saxofone e trompete do Conservatório Regional de Palmela.

Esta primeira parte do espetáculo resulta de um projeto de inclusão social, em que a música é a linguagem universal que une os alunos de diferentes contextos, independentemente das suas condições físicas ou intelectuais.

A segunda parte é preenchida com um concerto do Ensemble Juvenil de Setúbal, conduzido pelo maestro Miguel Ângelo, que atua ao lado da cantora Sofia Vitória. A atuação celebra os 250 anos do nascimento de Beethoven, com a apresentação da obra “Querido Sr. Beethoven”, da compositora Sara Ross.

Todos os bilhetes e convites para o A7M ComVida podem ser comprados ou levantados na bilheteira do Fórum Luísa Todi ou online. Os espetáculos são todos para maiores de seis anos.

Inspirado no City of London Festival, o Festival de Música de Setúbal foi criado em 2011 por Ian Ritchie, com o objetivo de levar a música todos. É o único evento do País a juntar músicos profissionais em espetáculos com alunos de escolas de música, imigrantes e pessoas com deficiências.

Nos últimos dez anos, o festival deu origem a vários projetos, como por exemplo, o de escrita de canções, Ensemble Juvenil de Setúbal e a camerata do Festival de Música de Setúbal. O projeto de escrita de canções desafia turmas de uma escola básica a escrever músicas para o tema do festival. O Ensemble Juvenil de Setúbal é a unidade artística do festival e a camerata conta com 15 elementos de cordas.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA