cultura

A 50 Cuts Associação Cinematográfica vai dar workshops durante o FILM FEST

Se é um apaixonado por filmes, não pode perder estes cursos que acontecem durante o festival de cinema, de 10 a 20 de outubro.
Fotografia de cena da curta-metragem, “A Fêmea”, produzida pela 50 Cuts.

Cinema em Setúbal é sinónimo de 50 Cuts Associação Cinematográfica, um grupo sem fins lucrativos, criado em julho de 2015. Diana Lima, 31 anos, é a presidente da associação. Apaixonada por cinema, a cineasta setubalense recorda que ainda nem sabia ler e já ficava colada ao ecrã a ver filmes de terror. Durante o FILM FEST — Festival de Cinema Musicado ao Vivo, a associação promove três workshops.

“Desde os meus 11 anos que via filmes diferentes da maioria dos miúdos e dois dos meus favoritos são o ‘Música no Coração’ e ‘As Mulherzinhas’” conta à New in Setúbal a jovem licenciada em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia pela Universidade Lusófona, em Lisboa.

Na semana do arranque da 1.ª edição do FILM FEST, que decorre de 10 a 20 de outubro, a New in Setúbal foi conhecer o trabalho da 50 Cuts Associação Cinematográfica, que tem como objetivo “produzir, promover e apoiar projetos na área de cinema e audiovisual, da autoria de cineastas nacionais”.

A ideia de criar a associação surgiu pela mão de Diana Lima, da sua mãe Olinda Lima, com a ajuda de familiares, amigos e profissionais ligados ao cinema. “Estando a trabalhar no setor, achei que fazia falta um espaço em Setúbal para a promoção e divulgação de projetos novos. Por isso, fui à procura de um local físico”.

Depois de alguma pesquisa, surgiu a oportunidade de a associação se instalar no número 45 da Rua Pereira Cão, no centro da Baixa de Setúbal. O espaço tem dois pisos: o inferior dedicado às projeções e o andar de cima, onde decorrem as tertúlias e workshops.

Integrados no programa do FILM FEST 2019, a associação organiza três workshops este mês. O primeiro, ”A gravar!… Ação”, por Renata Barreto é já este sábado, 12 de outubro, entre as 11 e as 13 horas. O evento faz parte do Pulsar Fest Setúbal, promovido pelo programa Set’Curtas/CMS e 50 Cuts.

No domingo, 13 de outubro está marcada uma sessão de cinema de animação e brinquedos óticos, “Bruxas e Super-heróis”, pelo estúdio de animação e design, Math is Good, no espaço 50 Cuts, entre as 15 e as 18 horas. No mesmo dia, às 16 horas, a Casa da Cultura recebe a palestra, “Como pensa um compositor de música para filmes?”. A entrada é livre.

No dia 26 de outubro, sábado, a 50 Cuts assinala o aniversário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen, com uma exposição de pintura de Celestina Vira, Olinda Lima e Valter Jordão, acompanhada de uma performance de Eunice Correia, que irá transportar os visitantes para o universo poético da escritora. A entrada é gratuita.

Durante o ano, as iniciativas mais conhecidas da 50 Cuts são as “Curtas e Caipirinhas”, no Pátio do Dimas da Casa da Cultura, as “Conversas com Realizadores”, que incluem a projeção de filmes, com a presença dos realizadores. E ainda o Encontro de Realizadores e Produtores de Cinema de Setúbal, marcado para o próximo dia 9 de novembro e o programa do “Cinema na Rua”, com sessões grátis de cinema ao ar livre em vários pontos do Concelho.

O Cinema na Rua aconteceu pela primeira vez este verão e Diana Lima faz um “balanço muito positivo” das sessões. “A nossa ideia foi fazer chegar os filmes a vários públicos e gerações e correu mesmo muito bem. Os miúdos, as famílias e as pessoas mais velhas aderiram bastante e algumas até nos confessaram que não iam ao cinema há mais de 20 anos”, explica.

A 50 Cuts desenvolve ainda atividades dirigidas aos mais novos, com destaque para “As Curtas vão às Escolas”, com exibição de filmes nas instituições de ensino da região, acompanhadas de ações lúdico-pedagógicas e as sessões de curtas para bebés, até aos três anos, em parceria com o programa Set’Curtas.

Até agora, a associação setubalense já produziu três curtas-metragens (“Red Queen”, “A Fêmea” e “Calipso”), que ganharam vários prémios em festivais de cinema. “Red Queen” venceu o concurso The Monochrome Film Festival, na categoria de Best Thriller e foi distinguido como Best Noir/Detective Film, no Flicks Film Festival.

“A Fêmea” ganhou o 1.º lugar no Yorn MicroCurtas 2016. Já a curta “Calipso” somou quatro prémios: vencedora na Shortcutz Lisboa 2018, prémio de Melhor Atriz atribuído a Adriana Moniz, no Hrizantema Fantasy & Horror Festival, Best Horror Short, no Unrestricted View Horror Film Festival e Monthly Category Winner, no Berlin Flash Film Festival 2018.

tags: 50 Cuts Associação Cinematográfica, curtas metragens, FILM FEST 2019, prémios, setúbal, tertúlias, workshops