compras

Novo corte de cabelo favorito das celebridades é o segredo para parecer mais nova

Uma das vantagens é que nunca passa de moda. As modelos dos anos 90 adoravam-no e, em 2024, volta a ser tendência.
Penélope Cruz juntou-se ao fenómeno.

Se quer mudar de visual, pode guardar as placas alisadoras na gaveta mais funda do armário. Nos próximos tempos, também não terá de acompanhar a órbita da lua — apesar da falsa crença que diz que os fios crescem mais rápido consoante a fase em que são cortados. O objetivo é mesmo livrar-se de uns bons centímetros.

Em 2024, só precisa de decorar um nome quando for ao cabeleireiro: o midi bob. De forma simples, trata-se de um corte pela linha imaginária entre as orelhas e o pescoço. A ideia é que o use com risco ao meio e que o mantenha ondulado — tal como as famosas beach waves, típicas de verão.

“Em vez do estilo tradicional, esta versão roça o queixo e é mais pesado nas pontas. Como fica uns bons centímetros acima das omoplatas, mostra um pouco de pele e a zona do decote. É sexy e elegante ao mesmo tempo”, começa por explicar à NiT o hairstylist André Rossi.

Dos Globos de Ouro aos Emmys, o penteado tornou-se um dos favoritos entre as celebridades nas passadeiras vermelhas. Selena Gomez foi uma das primeiras a exibi-lo, na segunda semana de janeiro, seguindo-se nomes como Penélope Cruz, Claire Danes ou Emma Stone, por exemplo. O cenário repete-se nas maiores semanas da moda.

Selena Gomez é uma das fãs.

Há várias razões por trás deste fenómeno. Por um lado, se tem cabelo fino e com pouco volume, o corte midi “cria movimento em abundância”. Tudo se resume à imperfeição: a finalização mais descontraída e rebelde fá-la-á parece mais jovem.

A jovialidade dos cortes bob tem um truque. “Não devem ter demasiado volume, para evitar o look avó. A ideia é que caia de forma natural e as ondas despreocupadas são perfeitas para isso.”

Outra das vantagens é que, entre tantas tendências, o bob nunca passa realmente de moda. O corte à altura do queixo é uma afirmação imediata por colocar o foco no rosto da pessoa, enquadrando-o de forma lisonjeira. “Fica bem a toda gente  e é uma excelente opção tanto para as mulheres que querem deixar crescer o cabelo como para as que estão prontas para lhe dar um bom corte”, acrescenta.

As duas características mais atrativas do bob midi são a versatilidade e a manutenção pouco exigente. Pode espaçar oito semanas as visitas ao salçao ou pode mesmo deixá-lo crescer até se tornar um lob (long bob), que também continua a ser muito procurado desde o ano passado.

“Como não é tão curto, as mulheres conseguem fazer um rabo de cavalo ou um coque, mas não tem demasiadas camadas. É a medida certa”, acrescenta. “Se não quiserem que seja demasiado reto, podem começar por combiná-lo com uma franja à altura do queixo.”

Elizabeth Hurley, Kate Moss e Christy Turlington são apenas algumas das pioneiras que ostentavam este visual nos anos 90. É o mesmo estilo de beleza simples e minimalista, de comprimento médio, que os especialistas da área preveem que vão dominar os salões, precisamente por serem discretos e intemporais.

Carregue na galeria para descobrir  mais 11 penteados que fazem qualquer mulher parecer mais nova.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA