compras

Charroque da Prrofundurra está a vender 250 T-shirts exclusivas. Custam 20€

Para os mais curiosos, esta compra pode ser um desafio. No entanto, a marca garante que vai ter algo único no mundo.
Só vai conhecer o desenho quando tiver a T-shirt.

Carrapau, sarrdinha, choque frrite, ostrras, salmonete, prregade: todos apanhados, feitos e servidos em território setubalense. A verdade é que a cidade do Sado abana com convicção a bandeira de que é uma das melhores zonas do País no que toca ao peixe e ao marisco. Não nos podemos esquecer do peixe que dá nome ao famoso sotaque: o charroco. E é tão importante que até foi mote para o negócio de Rui Garcia.

A marca Charroque da Prrofundurra foi criada em 2009 e tem sido um autêntico sucesso. Várias coleções, produtos icónicos e um site depois, este domingo, 23 de junho, foi lançada a pré-reserva de uma coleção especial da marca, a Charroque 2.0. “A completa revolução das T-shirts da marca Charroque da Prrofundurra. O desenho nunca vai repetir”, explica o empreendedor. E, para os mais curiosos, vai ser um desafio: a T-shirt não foi revelada.

Há 250 unidades disponíveis e nenhuma é igual à outra, ou seja, o desenho nunca vai ser repetido. A numeração, do um ao 250, é entregue conforme a ordem das pré-reservas. Não são aceites reservas de números, ou seja, a T-shirt que lhe vai calhar será aleatória. O preço é de 20€ e as encomendas serão entregues no início de julho. Todos os dias vão ser revelados mais pormenores desta novidade, que está a ser um autêntico sucesso. Pode encomendar no site oficial da marca.

Na compra, recebe uma T-shirt numerada com desenho único e super-sized, uma embalagem especial, certificado de autenticidade com a numeração do produto, autocolante resistente com o mesmo design, um íman do frigorífico com o mesmo design 6- História exclusiva escrita à charroco e um postal com o mesmo design, além do QR Code com a acesso a vídeo exclusivo.

A história da marca (e da primeira T-shirt)

Em 2009, a marca lançou a sua primeira T-shirt, com o nome “Apá sóce… deslárrgame da mão!”. “O processo de criação foi marcante e envolveu a comunidade. Foram apresentados diversos desenhos, sendo que os mais bonitos foram selecionados e submetidos à apreciação e voto do público. O design vencedor culminou na produção de uma edição limitada de 100 T-shirts. Cada uma delas era acompanhada de um certificado de qualidade da Charroque da Prrofundurra Designs, numeradas e com a autêntica assinatura do próprio Charroque”, explica Rui. Depois do primeiro desafio, seguiram-se muitos outros. Agora há dezenas de propostas para comprar e usar, como um verdadeiro setubalense.

O dialeto charroco é uma das imagens de marca de Setúbal. O que provavelmente muitos não sabem é como tudo nasceu. A resposta é mais simples do que pensa. Setúbal tinha muitas fábricas de conservas e a maioria delas era gerida por empresários franceses. Por isso, para tentarem comunicar, os trabalhadores adicionavam o ‘r’ sempre que falavam.

As expressões foram passando de geração em geração e ficaram até aos dias de hoje. Com o objetivo de manter viva a tradição do sotaque, Rui Garcia, formado em Engenharia Florestal, começou por criar um blogue com textos originais e que se tornou um sucesso nas redes sociais. A partir daí, o projeto evoluiu para uma marca, a Charroque da Prrofundurra, inspirada na figura do Charroque, um pescador setubalense que anda de traineira e está sempre metido em aventuras em alto-mar.

“Ahh miga… tás assim cá do quê?”, “Apá sóce deslarrgame da mão”, “És maio feio có batelão da Sécil” e “Vais du ferry ó du catámarran?” são algumas das frases mais emblemáticas que aparecem nos artigos da loja, além das edições especiais que a marca apresenta. Siga o Instagram e o Facebook para ficar a par das novidades.

Carregue na galeria e recorde a coleção do Dia dos Namorados que a marca preparou. 

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA