compras

A cor de cabelo “dramática e sexy” que vai dominar a primavera dá brilho ao rosto

É a tonalidade ideal para disfarçar os fios brancos. No entanto, exige alguns cuidados acrescidos.
Dua Lipa é uma das embaixadoras.

Quase todas as mulheres pensam, pelo menos uma vez por mês, em fazer uma mudança radical no cabelo. A vontade é ainda mais intensa quando uma nova estação se aproxima. Quer faça uma visita ao salão ou opte pela coloração em casa, uma mudança faz com que se sinta pronta para receber a primavera — é sempre uma boa altura para o fazer.

Ao que tudo indica, as tonalidades escuras vão ser uma das principais apostas dos salões, mas com um acabamento mais glossy. “Vem aí o regresso de tonalidades que incorporam a tendência do luxo silencioso, o que significa que a coloração é multidimensional, com vários tons de madeixas ou de luzes”, explica à NiT o hairstylist André Rossi.

Pode começar a apontar um dos nomes a memorizar: o jet black hair. O termo refere-se a cabelos que são extremamente escuros, mas com um brilho intenso, semelhante à cor de um tipo de carvão chamado jet. É uma tonalidade profunda e rica, iluminada como o reflexo do sol e sem quaisquer outros tons percetíveis.

É intemporal, chique e está sempre na moda. “O preto não só é dramático e sexy, mas também faz com que os fios pareçam mais saudáveis”, acrescenta. “E fica bem em todos os tons de pele, texturas e comprimentos de cabelo.”

O cabelo escuro e brilhante nunca desapareceu, é certo, mas ficou em segundo plano face a outras tendências de coloração. É o caso das variações do ruivo, os pigmentos caramelizados ou o loiro amanteigado que, agora, estão a perder o destaque para uma opção que não passa de moda.

“Parece mais fácil do que é. A maioria das pessoas pensa no preto como uma cor, mas existem muitos tons envolvidos para obter o brilho correto sem parecer tingido ou sólido”, diz. Por isso, não é aconselhado que se aventure com tintas em casa e que confie num profissional.

Menos fios brancos, rosto mais brilhante

São várias as celebridades que se tornaram embaixadoras desta coloração, começando por Naomi Campbell, Simone Ashley, Demi Moore, Zoë Kravitz, Nicole Scherzinger ou Kim Kardashian. A lista continua: algumas já o ostentam há vários anos, outras começaram a apostar mais recentemente.

O motivo é simples. Os cabelos escuros são eficazes em disfarçar fios brancos, oferecendo uma maneira discreta de cobrir os sinais de envelhecimento. Por um lado, é uma tonalidade menos propensa a mostrar raízes à medida que o cabelo cresce.

“Como tem um brilho natural, pode realçar a aparência geral. Isso contribui para um visual saudável e brilhante, que se reflete no rosto”, continua Rossi. “O jet black é muitas vezes associado a uma imagem jovem e vibrante.”

E alerta: “as pessoas não se podem esquecer que, quando optam pelo preto, pode ser muito difícil de o tirar”. É um compromisso total, que exige uma hidratação e cuidado redobrado na finalização. Uma das desvantagens é que as cores escuras podem mostrar danos e desbotamento com mais facilidade.

Neste caso, o especialista recomenda ainda o uso de um champô de base verde e uma máscara capilar para evitar os indesejados tons vermelhos. “O uso regular de produtos que protegem a cor e a minimização da exposição a fatores adversos ajudam a mantê-la vibrante”, conclui. 

A seguir, carregue na galeria para ver alguns exemplos de mulheres que se têm destacado pelo efeito glossy hair — do castanho ao preto.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA