comida

Visitámos o spot onde pode comer e fazer um cavalinho de mota (literalmente)

O BikersNoFear Spot, na zona ribeirinha da cidade, é perfeito para petiscar em família — além de ser instagramável.
Prepare a câmera.

A vida a andar de mota pode ser mais complicada do que parece. Pelo menos, no caso de um dos membros do BikersNoFear. A viagem para o Bombarral ia longa e começou a dar uma vontade muito grande de ir à casa de banho. A solução foi parar num descampado, mas o problema estava em tirar o fato. Pediu ajuda, porque o caso estava grave, mas ninguém percebeu. A sorte foi que, no final, conseguiu despir-se. O momento é recordado porque foi gravado nas câmaras das motas e capacetes do grupo.

O BikersNoFear é um grupo de amigos, fundado a 5 de janeiro de 2022, que têm em comum o amor pelas motas. Começaram por ser dez, e, rapidamente, chegaram aos mil e os membros começaram a surgir de todo o País. Daí, surge o BikersNoFear Spot, o restaurante inaugurado em junho de 2023, que pretende receber todo o tipo de clientes, assentando o conceito num espaço de convívio e partilha, seja entre motards, amigos, casais ou famílias inteiras.

A história do grupo começou pelas voltas ao domingo, por várias localidades. Criou-se o grupo online — e a verdade é que o núcleo de amigos e fundadores continua a ser o mesmo —, e, pouco a pouco, juntaram-se mais pessoas. Surgiu a ideia de criar T-shirts e o logótipo do BikersNoFear. A cor escolhida foi o amarelo fluorescente e, claro, onde passaram, deram nas vistas. Não só pela roupa, mas também pelos vídeos espontâneos que partilhavam nas redes sociais.

“Num ano, conquistámos o País inteiro. Toda a gente que nos foi conhecendo, queria fazer parte do grupo. Continuamos com o nosso grupo mais fechado, de Setúbal e arredores, mas a nossa comunidade cresceu”, explica Ricardo Félix, 40 anos, que está no negócio juntamente com Luís Sousa, 32, João Albino, 40, e Hélio Azougado, 38, todos setubalenses. O BikersNoFear Spot nasceu, precisamente, para existir um ponto de encontro, calmo e descontraído, onde pudessem conversar, relaxar e, claro, comer. Este grupo apoia ainda causas sociais e instituições, como A Casa Gaiato, a APPACDM ou a Ajuda de Berço.

Outro dos episódios que confirma o sucesso desta ideia aconteceu em Espanha, em Jerez de la Frontera, num sunset onde os amigos gostam de se juntar. “Veio ter connosco pessoal do Porto, que não conhecíamos de lado nenhum, e começaram a dizer, na altura em que anunciámos que íamos abrir o restaurante, que tínhamos de levar o conceito para o Porto porque era, de facto, interessante e necessário. Sempre que saíamos de mota, tínhamos dificuldade em encontrar um sítio para estar. Foi isso que quisemos oferecer em Setúbal. E não, não é um moto clube”, diz Luís à NiS.

Ainda não contámos a melhor parte. O spot tornou-se famoso pela mota Yamaha R6 que está, literalmente, dentro do estabelecimento. “O nosso registo são os cavalinhos. Surgiu-nos a ideia de colocar aqui dentro uma mota verdadeira, comprámo-la de propósito para a ter neste sítio, em Espanha. É toda personalizada e está preparada para correr numa pista”, acrescenta Ricardo.

A experiência da New in Setúbal

A nossa equipa esteve no local e deixou-se envolver pelo ambiente, totalmente personalizado, e preparado para receber os amantes de motas, mas não só. O que não passa despercebido, é, de facto, a mota logo à entrada do spot, amarela fluorescente — a mesma cor que dá um toque especial à decoração preta escolhida pelos proprietários —, muito instagramável. Podemos dizer que há uma parede onde vamos down memory lane, já que estão fotografias de vários momentos passados entre amigos, em diferentes locais de Portugal e além-fronteiras.

Começámos por provar vários petiscos. Todos com bom aspeto, difícil foi escolher por onde começar, mas a primeira mordida foi nos palitos de queijo (4,90€/seis unidades) com molho agridoce e sweetchili. Os chesse lovers vão adorar. A seguir, vieram para a mesa as asas de frango fritas (5.90€/seis unidades), o petisco perfeito para uma tarde de sol, como a que estava no dia da nossa visita. Seguiram-se as bolinhas de alheira (5,90€/quatro unidades), bem recheadas, estaladiças e saborosas.

Os amantes de camarão ao alho (9€) têm mesmo de experimentar o prato. Terminámos com ovos com farinheira (6,90€). O prato principal e uma das estrelas do menu, sendo uma das refeições mais requisitas, é o bitoque à casa (12,90€), que pode ser de frango, porco ou novilho, acompanhado com um delicioso molho de mostarda. Os churros (6€) são servidos com doce de leite e Nutella — é preciso dizer mais alguma coisa? É, porque não podemos deixar de falar da sangria de maracujá (12€), uma das melhores que já provámos.

Ricardo e Luís têm outros projetos na cidade, como contámos no artigo sobre a nova loja de sapatilhas, no Bairro do Liceu, que tem modelos quase únicos no mundo. 

Carregue na galeria para conhecer o espaço e os pratos que pode provar.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Barão do Rio Zezere N-º 5 R/C esq.
    2900-593 Setúbal
  • HORÁRIO
  • Quarta e quinta-feira, das 12h às 15h
  • Quarta e quinta-feira, das 19h às 0h
  • Sexta-feira, das 12h às 15h
  • Sexta-feira, das 19h à 1h
  • Sábado, das 11h à 1h
  • Domingo, das 11h às 0h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA