comida

Setúbal tem um novo doce feito com maçã riscadinha da região

Os Miminhos são uma criação do chefe Nuno Gil. Levam açúcar, amêndoa e ovos.
Uma tentação.

Os Miminhos de Maçã Riscadinha são o novo doce da região. A receita nasceu no final de janeiro e é uma criação do chefe setubalense Nuno Gil. Parecido com um quindim, leva açúcar, amêndoa, ovos e a farinha da maçã riscadinha desidratada. O resultado é uma combinação de sabores entre o doce e a acidez da fruta.

A ideia de criar este “miminho” regional surgiu o ano passado pela mão de Nuno Gil, 49 anos, formado em cozinha e pastelaria nas Escolas de Hotelaria e Turismo de Setúbal e Lisboa. “Pensei desidratar a maçã, uma vez que é uma fruta apenas colhida entre julho e agosto e que depois se esgota. Como é muito aromática aproveitei essa característica para fazer outras iguarias”, conta à New in Setúbal.

As maçãs riscadinhas são originárias da produtora Paula Castro, com uma propriedade em Palmela, que desafiou o chefe a lançar conceitos diferentes ligados à fruta. Os Miminhos estão à venda na petisqueira Sem Horas, em Setúbal, restaurante Retiro Azul, Casa Mãe Rota dos Vinhos, ambos em Palmela, Moinho de Maré da Mourisca e Pedaços de Azeitão.

Nuno Gil também fez uma versão reinventada do doce em formato de tarte para venda nos restaurantes. Por agora, pode provar esta inovação na Casa das Tortas, em Azeitão. O doce custa desde 1,10€/unidade.

As maçãs são produzidas em Palmela.

O setubalense esteve ligado à Marinha, mas abandonou a atividade por gostar de cozinha e doçaria. A partir de 1992 fez vários cursos e formações, mas foi no universo da cozinha que encontrou a sua verdadeira paixão e inspiração.

Até à Páscoa, o chefe vai lançar novos produtos de chocolate. É ainda autor do famoso pastel de choco, pastel de laranja de Setúbal e do pastel de moscatel. Em 2011 foi convidado pela autarquia a participar no concurso “Doce Tradicional de Setúbal”, no âmbito da IV Mostra de Saberes e Sabores, que aconteceu na Casa da Baía. O desafio era confecionar um doce representativo da doçaria setubalense.

Acabou por vencer com o pastel D. Filipe, uma homenagem ao rei que mandou construir o Forte de São Filipe. A receita junta uma seleção dos melhores produtos da região, como o mel da Serra da Arrábida, a laranja de Setúbal, o moscatel e o queijo de Azeitão.

tags: fruta desidratada, Miminhos de Maçã Riscadinha, novidade nis, novo doce, Nuno Gil

outros artigos de comida

mais histórias de Setúbal