comida

Saribas: aqui há bitoques do mundo servidos em prato de barro

O restaurante de carne grelhada serve bifes com 19 molhos diferentes.

O restaurante tem um pátio para os miúdos brincarem.

O restaurante chama-se Saribas e é conhecido em Setúbal por ter criado um conceito único: bitoques do mundo de várias carnes, servidos em prato de barro e com 19 molhos diferentes.

Os bitoques (9€) podem ser de frango, porco e vaca e são sempre acompanhados por salada, batata frita e arroz selvagem. Há bitoque à portuguesa, argentina, americana, mexicana e outras variações, com vinho do Porto, moscatel e laranja ou gin, hortelã e mostarda. O bitoque à americana, com bacon, natas e ketchup e o bitoque de mostarda são os pedidos mais populares.

“Foram os próprios clientes que os apelidaram de bitoques do mundo e são eles que vão dando ideias de molhos. Nós elaboramos o prato consoante o pedido das pessoas, porque adoramos improvisar”, conta à New in Setúbal, Tita Fonseca, 56 anos, gerente do espaço.

Tita nasceu em Évora, mas está em Setúbal há 34 anos. Começou por trabalhar nos restaurantes típicos setubalenses, A Roda e O Casario, ambos na Avenida Luísa Todi. Depois formou uma sociedade de catering com a amiga Angelina Manata. O Saribas, que foi inaugurado em abril de 2016, é uma homenagem a essa amiga, que morreu antes de concretizar o desejo de lançar um restaurante com Tita.

A cozinha do Saribas está voltada para as carnes grelhadas. O tornedó à francesa (16€), lombo de vaca e o churrasco à Argentina (16€), bife do lombo da vazia, com ervas aromáticas e pimenta esmagadas são as grandes especialidades. O Saribas tem um ainda menu de almoço (10€), que inclui entrada, bebida, prato, sobremesa e café. Os menus de grupo vão dos 15€ aos 20€. Todos têm uma sangria de frutos vermelhos.

Não se esqueça da carta de sobremesas caseiras. Tem mesmo de provar o cheesecake (3€), a sopa dourada (3,5€), um doce conventual com canela e amêndoa torrada e as fatias de Santa Sicília, um pudim de laranja em homenagem à padroeira dos músicos. A carta de bebidas aposta, sobretudo, no vinho da Quinta de Alcube.

Além da vertente gastronómica, o espaço organiza festas de aniversário, casamentos, tertúlias, noites de música, com o fado de Coimbra por Manuel Guerra. Todas as quartas-feiras ao jantar há concertos de saxofone.

Como o filho de Tita, José Zambujo, é músico profissional (saxofonista), o conceito do restaurante gira à volta do jazz e da bossa nova e foi criado a pensar nos miúdos.

“Além da música, este restaurante é reservado às brincadeiras dos miúdos. Eu fecho o quintal para eles poderem estar à vontade enquanto os pais terminam a refeição”, explica.

O nome Saribas veio do antigo espaço e foi escolhido por ser a alcunha de infância do ex-proprietário, Pedro Catarino.

Ao longo do ano, o restaurante com capacidade para 20 pessoas, recebe miúdos, entre os 10 e os 12 anos, jovens entre os 20 e os 35 anos, professores e muitos estudantes da Universidade Sénior.

Quem manda nisto tudo?

Nome: Tita Fonseca
Idade: 56
Prato favorito: Ensopado de enguias
Guilty pleasure: Pão de rala com bola de sorvete de tangerina
Convença-nos a visitar o espaço: “Conseguem sempre sair mais felizes daqui”

tags: bitoques do mundo, bossa nova, jazz, música ao vivo, prato de barro, Saribas, saxofone, tertúlias

localização, contactos e horários

morada
  • Saribas [ver mapa]
    Avenida 22 de Dezembro, 45
    2900-670 Setúbal
site e redes sociais
horários
  • Terça a sábado
  • Das: 12:30
  • Às: 15:30
  • Das: 19:30
  • Às: 00:00

ficha técnica

intervalo de valores
Entre 10€ e 20€
wifi disponível?
Sim
aceita reservas?
Sim

outros artigos de comida

mais histórias de Setúbal