comida

Ostras ou mexilhões? Já começou a Semana dos Bivalves em Setúbal

A iniciativa pretende promover os produtos regionais e desafiar os 34 spots aderentes a criar novos pratos.
Tem até domingo para provar.

Sabia que os bivalves não têm cabeça, mas possuem boca? Não fique confuso, nós explicamos. Tratam-se de animais “filtradores”, o que significa que retiram da água as partículas de alimento e oxigénio que precisam para viver. Além do corpo mole, que é o que comemos, estes pequenos seres são formados por uma concha.

Dentro da concha, quando são apanhados, fecham-se e fica um pouco de água. Deste modo, conseguem manter um género de imitação do habitat em que viviam, como modo de sobrevivência, que pode durar duas semanas. Os bivalves são um dos protagonistas da gastronomia setubalense, que atrai milhares de turistas à cidade. É por isso que está a decorrer, de 1 a 10 de março, a Semana dos Bivalves.

Mais de 30 restaurantes aderiram à iniciativa, que tem como principal desafio apresentar aos clientes uma forma tradicional, ou inovadora, de experimentar estes petiscos irresistíveis. A Casa do Peixe, Adega do Zé, Adega dos Garrafões, Alface Filha, Antóniu’s, Cais 56, Charroco, Chez Nando, Copa D’Ouro, Flórida, Martroia, Novo 10, O Batareo, O Bote, O Convés e O Dias Marisqueira são alguns dos espaços aderentes.

Além destes, pode encontrar a oferta no O Migas, O Pescador II, O Saveiro, O Tavira, Oficina do Peixe, Ostras Sobre Rodas, Peixe no Largo, Pérola da Mourisca, Petisqueira do Manel, Pinga Amor Marisqueira, Rebarca, Restinguinha, Rio Azul Marisqueira, Solar do Marquês, Tasca da Avenida, Tasca do Duca, Tasca Kefish e Xtoria.

A Semana dos Bivalves é organizada pela autarquia, com os apoios da Bivalmar, Quinta de Catralvos, Rota dos Vinhos da Península de Setúbal e Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal.

Já que estamos a falar de comida, carregue na galeria e descubra ainda algumas sobremesas saudáveis que pode fazer em casa.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA